Biblioteca


        
 
Título
Categoria Tipo de publicação
Descrição Autores


Análise da percepção dos servidores acerca do processo de avaliação de desempenho - TAF do curso PGR6

RESUMO Este trabalho apresenta os resultados da análise da percepção dos servidores acerca do processo de avaliação de desempenho institucional, realizada por meio da disponibilização de formulário online, pelo período inicial de 21 dias (10.12.19 a 31.12.19), reaberto por mais 26 dias (06.01.2020 a 31.01.2020). Foram apresentados questionamentos acerca do perfil dos servidores, do planejamento das unidades, das estratégias utilizadas no processo avaliativo, do alinhamento entre as metas individuas e institucionais, bem como da percepção do impacto da avaliação do ponto de vista do servidor. Inicialmente, os resultados da pesquisa apontaram um cenário favorável no Instituto, visto que a maioria dos servidores afirmou haver planejamento estabelecido em suas unidades de exercício, bem como algum tipo de pactuação prévia ou planejamento que subsidiou a definição das metas dos Planos de Trabalho Individuais ou de Equipe. Contudo, com o aprofundamento das respostas foi possível identificar desafios na condução do processo avaliativo, sobretudo decorrentes das dificuldades de elaboração de planejamentos adequados e proceder o desdobramento das metas institucionais até as individuais. Palavras chaves: Avaliação de desempenho; planejamento; metas institucionais e metas individuais.

Ano de Publicação: 2020

Revisita ao Planejamento Estratégico da Área de Proteção Ambiental do Planalto Central, como ferramenta para promover o engajamento da equipe e criar condições para implementação de uma Gestão Estratégica para Resultados - TAF do curso PGR6

RESUMO Este trabalho apresenta os resultados de uma atuação prática de facilitação interna com vistas a promover o engajamento da equipe e criar condições para implementação de uma Gestão Estratégica para Resultados na Área de Proteção Ambiental do Planalto Central. Para tanto, foram realizadas diversas reuniões e oficinas internas, com foco na revisita aos instrumentos formais de planejamento da unidade, na avaliação do conjunto de áreas temáticas de gestão e em reflexões sobre os componentes críticos nos ambientes interno e externo, para contribuir e oportunizar a realização da missão e o alcance dos objetivos estratégicos da APA-PC. Palavras chaves: gestão de áreas protegidas, planejamento estratégico, gestão para resultados, APA do Planalto Central.

Ano de Publicação: 2020

MODELAGEM DOS PROCESSOS DE AUTORIZAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE APOIO À VISITAÇÃO - TAF do curso PGR6

RESUMO Este trabalho apresenta os resultados de uma atuação prática de facilitação interna para o desenvolvimento da modelagem dos processos de autorização para prestação de serviços de apoio á visitação nas unidades de conservação federais, administradas pelo ICMBio, que atualmente é desenvolvido na Divisão de Ordenamento e Autorização para Visitação – DOVIS/CGEUP. Contribuindo com a organização e gerenciamento dos processos, padronização das etapas e entendimentos relacionados à temática, além da intervenção na cultura organizacional. Foram realizadas reuniões para aplicação dos conhecimentos desenvolvidos no Ciclo de Gestão para Resultados e para que, por sua vez, fosse realizado o aprimoramento do fluxo dos processos de autorização tendo em vista dar celeridade ao processo, cumprir com o princípio constitucional da eficiência na Administração Pública e atuar na garantia de direitos da população. Palavras chaves: Autorizações; Gestão por processos; Fluxos; Padronização

Ano de Publicação: 2019

Planejamento Estratégico do Mosaico Estadual Chapada do Araripe Diretrizes para a Gestão - TAF do curso PGR6

RESUMO Este trabalho apresenta os resultados de uma atuação prática de facilitação interna para o desenvolvimento de proposta de planejamento estratégico realizada no Mosaico Estadual Chapada do Araripe, contribuindo com o pedido de reconhecimento junto à Secretaria Estadual do Meio Ambiente do Ceará e reforçando a gestão participativa no âmbito das UC da chapada do Araripe. Foi realizada oficina de trabalho durante o III Seminário de Educação Ambiental do Mosaico do Araripe quando foram elaboradas propostas de missão institucional, visão de futuro, valores organizacionais, objetivos estratégicos e mapa estratégico utilizando a metodologia de Balanced Scorecard. A missão reafirma o papel do mosaico na integração das UC e a visão de futuro o desejo de reconhecimento oficial do mosaico, ambas visando o desenvolvimento socioambiental. Os valores propostos são fruto do acumulado na documentação do mosaico e os treze objetivos estratégicos estão distribuídos nas diferentes perspectivas que visam alinhar a atuação do mosaico no cumprimento de sua estratégia. Há que se validar o mapa estratégico que tem como proposta aplicação no período de cinco anos e realizar a construção de planos de ação, definição de indicadores e metas. Palavras chaves: Balanced Scorecard (BSC), áreas protegidas, gestão pública

Ano de Publicação: 2020

Governança e Gestão estratégica: o caso do manejo do fogo no Parque Nacional da Serra da Bodoquena - TAF do curso PGR6

RESUMO Este trabalho apresenta os resultados do processo de organização territorial para ações de prevenção e combate a incêndios florestais na região da Serra da Bodoquena. A região é atingida anualmente por incêndios florestais que afetam suas áreas protegidas e zona rural. A inexistência de um Destacamento de Corpo de Bombeiros na região e a falta de políticas públicas municipais de prevenção aos Incêndios florestais torna a situação bastante crítica. Diante do exposto, vimos a necessidade de pensar um modelo de gestão para resultados que seja dinâmico, e consiga ser gerido e mensurado a partir de processos claros e participativos de implementação. Um modelo que possibilite monitorar, avaliar e incorporar informações sobre o desempenho nos processos decisórios, tanto internos quanto externos ao ICMBio. Um processo de gestão territorial baseando-se em um conceito amplo de resultados que considere o alinhamento das ações e englobem todos os stakeholders importantes para efetividade da estratégia. Palavras chaves: Incêndios Florestais, Gestão territorial, Gestão estratégica

Ano de Publicação: 2020

Contribuições ao Mapeamento e Melhoria do Subprocesso de Valoração econômica, integrante do Processo de Anuência para a Autorização de Supressão de Vegetação no interior de Unidades de Conservação Federais - TAF do curso PGR6

RESUMO Este trabalho apresenta os resultados da aplicação de questionário estruturado e de ferramentas de modelagem de processo (AS-IS e TO-BE), visando a identificação de oportunidades de melhorias no subprocesso de valoração econômica, integrante do processo de anuência para a autorização de supressão de vegetação (ASV), no interior de unidades de conservação (UC) federais, no contexto do licenciamento ambiental de empreendimentos que as afetam, quando previstos na legislação e no Plano de Manejo. As ferramentas utilizadas se mostraram bastante úteis na identificação de gargalos, lacunas e interações humanas e externas desnecessárias na condução do processo, bem como de etapas e procedimentos em que a metodologia encontra-se consolidada. A partir dos resultados do questionário e do mapeamento AS-IS, foi realizada a construção coletiva com a equipe técnica da Coordenação Geral de Avaliação de Impactos - CGIMP, de um nova modelagem (TOBE) e de uma proposta de manualização do subprocesso (TO-DO), na forma da inclusão das etapas e procedimentos detalhados, na foram de anexos da Instrução Normativa ICMBio nº 01/2018. A manualização do subprocesso de valoração econômica da vegetação, incluindo melhorias procedimentais que permitirão maior rigor na cobrança dos produtos madeireiros e não madeireiros, mostrou-se potencial para o aumento da arrecadação do ICMBio, podendo contribuir também para a conservação da vegetação em UC afetadas, nos casos em que a valoração configure impedimento econômico à supressão da vegetação, além de permitir maior celeridade e reduzir o nível de subjetividade das análises técnicas do processo de ASV. Palavras chaves: valoração econômica; mapeamento de processos; unidade de conservação; supressão de vegetação; produtos madeireiros e não madeireiros.

Ano de Publicação: 2020

Planejamento Anual do ICMBio Alcatrazes da Priorização de Atividades aos Aspectos Comportamentais da Gestão - TAF do curso PGR6

RESUMO Este trabalho apresenta os resultados de uma atuação prática de facilitação interna para realização do planejamemento anual do ICMBio Alcatrazes, da priorização de atividades aos seus aspectos comportamentais da gestão, buscando analisar a contribuição das habilidades técnicas e relacionais na rotina da unidade. O ICMBio Alcatrazes é composto pela Estação Ecológica Tupinambás e Refúgio de Vida Silvestre do Arquipélago de Alcatrazes. Foi planejado e é gerido numa perspectiva territorial, com as atividades de gestão desempenhadas por áreas temáticas, estabelecidas conforme as necessidade e prioridades de gestão para o terrítorio das unidades de conservação, elencadas durante o processo de planejamento participativo em conjunto com os Conselhos das unidades e atores chave. O plano de manejo unificado das unidades foi publicado em 2017, orientado em conceitos do manejo adaptativo, e traz os resultados esperados e as principais atividades das áreas temáticas, porem sem estabelecer indicadores para as atividades. A equipe do ICMBio Alcatrazes desde então elabora relatórios anuais de gestão para acompanhamento da execução das atividades da unidade. O planejamento para o ano de 2020 foi realizado com a equipe em uma oficina para análise e discussão das atividades realizadas no ano 2019, buscando avaliar a aderencia das atividades executadas aos resultados esperados para a gestão estabelecidos no plano de manejo, as metas globais institucionais e as prioridades elencadas pela equipe para o ano de 2020. Os desafios de relacionamento foram levantados na tentativa de sensibilizar a equipe para a necessidade de incorporar o tema na rotina de gestão da unidade. Palavras chaves: Esec Tupinambás, Refúgio de Alcatrazes, Manejo Adaptativo, Planejamento de Unidades de Conservação, Soft Skills.

Ano de Publicação: 2020

PROGRAMA DE GESTÃO PARA RESULTADOS NO PARQUE NACIONAL DO ITATIAIA: UMA EXPERIÊNCIA PRÁTICA - TAF do curso PGR6

RESUMO Este trabalho apresenta os resultados de uma atuação prática de implementação de uma metodologia de gestão para resultados no Parque Nacional do Itatiaia. Através de reuniões gerais e setoriais de equipe e posterior compilação e análise das informações foi realizada uma monitoria das ações previstas no plano de manejo, uniformizada a classificação das ações para a nomenclatura atual das Áreas Temáticas, revisados os principais elementos do planejamento estratégico (Missão, Visão e objetivos por Área Temática) e desdobramento dos objetivos em planos de ação. Na análise do planejamento do parque com relação às metas institucionais verificou-se uma relativa coerência. Verificou-se também a falta de relação entre as metas planejadas e o instrumento de avaliação da efetividade de gestão das Unidades de Conservação, o SAMGE. Também foi acordada com a equipe uma rotina de acompanhamento do planejamento com reuniões mensais por área temática e reuniões gerais a cada 4 meses. Palavras chaves: Parque Nacional do Itatiaia, ICMBio, Planejamento, Gestão para Resultados, PGR, SAMGE.

Ano de Publicação: 2020

TRAVESSIA DOS LENÇÓIS: DIAGNÓSTICO PARA ORDENAMENTO DO ATRATIVO - TAF do curso PGR6

RESUMO Este trabalho apresenta os resultados de uma atuação prática de facilitação para a realização do diagnóstico do atrativo Travessia realizado no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, contribuindo para o ordenamento e fortalecimento do atrativo aliado a conservação dos recursos naturais da unidade de conservação e geração de renda para as comunidades tradicionais. Foram realizadas oficinas, entrevistas e pesquisa com os diferentes stakeholders envolvidos no projeto. Posteriormente foram utilizadas ferramentas de mapeamento de processos, design thinking e aprendizado para processamento das informações levantadas e proposição de possíveis melhorias. Palavras chaves: uso público, travessia, Lençóis Maranhenses, diagnóstico, mapeamento de processos, design thinking, colaboração

Ano de Publicação: 2020

APLICAÇÃO INTEGRADA DO IAGE E DO MAPEAMENTO DE PROCESSOS E DAÍ, O QUE APRENDEMOS? - TAF do curso PGR6

RESUMO O presente trabalho procurou abordar o tema do desenvolvimento de equipes e da melhoria de processos de maneira integrada, partindo da aplicação e análise conjunta entre duas ferramentas de gestão: o IAGE – Instrumento de Avaliação da Gestão, e o Mapeamento de Processos. O IAGE foi aplicado tendo como campo de estudo a DGPEA – Divisão de Gestão Participativa e Educação Ambiental, subordinada à CGSAM – Coordenação Geral de Gestão Socioambiental, vinculadas à Diretoria de Ações Socioambientais e Consolidação Territorial – DISAT do ICMBio. Já o Mapeamento foi direcionado ao fluxo do processo de criação e modificação de conselhos de unidades de conservação. O trabalho colheu reflexões e análises da equipe da Divisão. Ao mesmo tempo, buscou ampliar o seu olhar, a partir da participação proativa das lideranças dos setores envolvidos, para que a CGSAM também se beneficiasse das oportunidades advindas deste trabalho. Tanto o IAGE como o Mapeamento de processos permitiram observações convergentes quanto a gargalos ou fragilidades de gestão nas áreas estudadas. Tais observações demonstram a relevância dos processos de planejamento institucional e setorial continuados e dão destaque para os avanços alcançados em processos como o voluntariado, em termos de gestão de informação, comunicação interna e externa e diálogo com públicos-alvo. Entre os avanços necessários e que demandarão ações de gestão apontadas nas conclusões do trabalho, o mapeamento e desenvolvimento das competências nas equipes, o trabalho integrado e cooperado, o maior detalhamento do mapeamento de modo a explicitar etapas críticas dos processos e o papel central da CGSAM na gestão do conhecimento de todas as suas coordenações, são algumas das propostas indicadas neste TAF para promover o aperfeiçoamento da gestão aliado ao desenvolvimento das equipes da DGPEA e CGSAM. Palavras chaves: IAGE, Mapeamento de Processos, Conselhos Gestores de UC, Desenvolvimento de Equipes.

Ano de Publicação: 2020