Biblioteca


        
 
file:
title:
category:
description:
publication:
Nome do autor:
Sobrenome do autor:

O Parque nas Escolas do Matupi: Uma proposta de sensibilização ambiental

Seminário Boas Práticas. Objetivo: Desenvolver a consciência ambiental crítica na comunidade de Santo Antônio do Matupi, sobre a realidade local de modo a interferir positivamente em seu meio, despertando o sentimento de pertencimento e afetividade pelo Parque; e Construir com os educadores locais, de forma coletiva e participativa, um programa continuado de educação ambiental que interfira positivamente na relação deste público com a UC e as demais temáticas socioambientais relacionados a realidade local.

Ano de Publicação: 2014

Escola Parque: a educação ambiental na gestão do Parque Nacional do Iguaçu

Seminário Boas Práticas. Objetivo: O Parque Nacional do Iguaçu (PNI) é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral localizada na região sudoeste do Paraná, criada em 10 de janeiro de 1939 e com 185 mil hectares de floresta do bioma Mata Atlântica. Patrimônio Mundial da Humanidade (UNESCO, 1986), abriga uma das Sete Maravilhas da Natureza – as Cataratas do Iguaçu. A Escola Parque (EP) é responsável pelo programa de Educação Ambiental (EA) da Unidade com objetivo geral de fortalecer esse espaço como referência de diálogo e ação conjunta em EA para reforçar os mecanismos de gestão do parque, especialmente quanto à participação da população do entorno, articulação e controle social nos processos decisórios inerentes a conservação.

Ano de Publicação: 2014

Planejamento de operações junto ao MPF: Estratégia de eficácia nas ações de gestão

Seminário Boas Práticas. Objetivo: Com mais de 434.000 ha, a área de Proteção Ambiental da Serra da Mantiqueira - APASM abrange territórios de trinta municípios nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Seu território é área de jurisdição de cinco Procuradorias da República do Ministério Público Federal. Estas Procuradorias da República demandam ações da equipe gestora da APASM, no intuito de acompanhar ações civis públicas e inquéritos vinculados à ilícitos ambientais ocorridos no interior da Unidade. As ações oriundas do MPF, em geral possuem prazo para cumprimento de dez a quinze dias. Somadas tais ações à extensão da Unidade, e a outras demandas existentes o volume de serviço impossibilitava a realização das demais ações de gestão da Unidade pelo quadro de servidores . O objetivo desta ação de planejamento das operações foi estabelecer um estratégia que permitisse atender ao MPF dentro de prazos exequíveis, otimizar os recursos disponíveis na Unidade e planejar as demais ações de gestão que são necessárias em uma Unidade de Conservação.

Ano de Publicação: 2014

Ampliação da ESEC do Taim

Seminário Boas Práticas. Objetivo: Ampliar a área da Estação Ecológica do Taim, através da elaboração de uma proposta participativa, envolvendo diretamente o Conselho Consultivo da Unidade de Conservação.

Ano de Publicação: 2014

Gestão Integrada: Parcerias Interinstitucionais no MONA Ilhas Cagarras

Seminário Boas Práticas. Objetivo: 1. Implementação da unidade de conservação através de parcerias voltadas à expertise das instituições envolvidas e da valorização de ferramentas de gestão administrativas do ICMBio; 2. Minimizar os impactos da falta de recursos orçamentários e de pessoal; 3. Valorizar a gestão integrada e regionalizada obtida pelo Mosaico Carioca; 4.Fortalecer o Monumento Natural das Ilhas Cagarras no cenário da conservação e na articulação política no Estado do Rio de Janeiro.

Ano de Publicação: 2014

Gestão Integrada que envolve e transforma

Seminário Boas Práticas. Com Intervenção na cultura organizacional, Serra do Cipó passa a ter Unidades de Conservação mais integradas. 

Ano de Publicação: 2014

Projeto Aliança das Águas

Seminário Boas Práticas. Objetivo: O Parque Nacional da Serra das Lontras– PNSL, criado em 2010, protege um dos mais importantes remanescentes de Mata Atlântica do sul da Bahia. Sabendo da necessidade de estreitar relações com a comunidade afetada pela criação da UC através de ações de orientação e sensibilização, e de divulgar a importância da criação do Parque, a gerência do PNSL buscou articular parceria com a Universidade de Santa Cruz (UESC) e o Instituto de Estudos Socioambientais do Sul da Bahia (IESB) para conhecer a contribuição do Parque no fornecimento de água como serviço ambiental, assim como a percepção dos moradores da região sobre os recursos hídricos, usos da terra e problemas ambientais relacionados à manutenção das águas. Essa iniciativa foi concretizada através do Projeto “Aliança das Águas”, financiado pela Fundação Boticário e Conservação Internacional.

Ano de Publicação: 2014

Envolvendo a comunidade científica na gestão do Parque Nacional da Serra dos Órgãos

Seminário Boas Práticas. Objetivo: Aproximar os pesquisadores da gestão do Parque Nacional da Serra dos Órgãos para que estes colaborassem efetivamente na produção de conhecimento e na tomada de decisão sobre o manejo foi o desafio que estimulou a adoção de uma série de ações de aproximação com a comunidade científica.

Ano de Publicação: 2014

Gestão da Abertura da Barra da Lagoa de Ibiraquera do Conflito à Negociação

Seminário Boas Práticas. Objetivo: Promover um processo de construção participativa de critérios para definir a melhor época e procedimentos de abertura da barra da lagoa de Ibiraquera, tendo em vista os variados interesses envolvidos – pesca, turismo, esportes e moradias - e as responsabilidades dos poderes públicos municipal e federal diante desse assunto.

Ano de Publicação: 2014

Uso da ferramenta colaborativa TRELLO no planejamento operacional do RVS de Santa Cruz e da APA Costa das Algas

Seminário Boas Práticas. Objetivo: O objetivo do uso do Trello na gestão do Refúgio de Vida Silvestre (RVS) de Santa Cruz e da Área de Proteção Ambiental (APA) Costa das Algas foi auxiliar no fluxo de trabalho, permitir uma melhor organização das rotinas das unidades de conservação e um registro detalhado do seu planejamento ao nível das tarefas. A ideia era tornar possível, por meio deste instrumento, a execução de uma análise periódica das demandas planejadas e não planejadas, permitindo corrigir ou eliminar ações que não estivessem contribuindo para se atingir os objetivos das unidades.

Ano de Publicação: 2014