Biblioteca


        
 
file:
title:
category:
description:
publication:
Nome do autor:
Sobrenome do autor:

Impacto do primeiro ciclo de capacitação em Gestão Participativa no Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade

O presente estudo tem por objetivo analisar os efeitos específicos de um evento de capacitação, o I Ciclo de Capacitação em Gestão Participativa - CCGP, verificando empiricamente, a classe de preditores de impacto em profundidade na perspectiva do efeito do treinamento no desempenho do indivíduo, em termos de aplicação efetiva da aprendizagem adquirida no ambiente do trabalho. A importância deste trabalho para o ICMBio possui suas bases na necessidade em se avaliar o impacto das ações de treinamento no trabalho, e é reforçado pela inexistência, atualmente, de dados qualificados que demonstrem os resultados tangíveis das ações de treinamento e desenvolvimento. A literatura aponta a etapa de avaliação de treinamento como a principal responsável pelo provimento de informações que garante o aperfeiçoamento constante do sistema TD&E. Esta pesquisa, de caráter quali-quantitativo, se propôs a elaborar e aplicar instrumento de avaliação de impacto em profundidade (questionário) no CCGP. Para tanto, os documentos do curso (plano de curso e material didático dos módulos) foram analisados com vistas a transformar os objetivos pedagógicos em objetivos de desempenho e o questionário finalizado e validado foi aplicado em amostra de quarenta e dois egressos do curso. Trinta e seis aprendizes responderam ao questionário e os resultados desta pesquisa indicam que o I CCGP gerou impacto no trabalho e os preditores identificados foram tempo superior a 271 dias de conclusão do curso e efeito do ciclo no desempenho dos egressos. Espera-se que este estudo forneça subsídios para a qualificação das ações da educação corporativa do ICMBio, em especial na etapa de avaliação dos eventos de capacitação do plano anual de capacitação, que deve gerar respostas rápidas e qualificadas à instituição e permitir o aprimoramento de todo o sistema TD&E.

Palavras-chave: treinamento, desenvolvimento, educação, avaliação de impacto, área ambiental.

Ano de Publicação: 2012

Impacto do primeiro ciclo de capacitação em Gestão Participativa no Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade

O presente estudo tem por objetivo analisar os efeitos específicos de um evento de capacitação, o I Ciclo de Capacitação em Gestão Participativa - CCGP, verificando empiricamente, a classe de preditores de impacto em profundidade na perspectiva do efeito do treinamento no desempenho do indivíduo, em termos de aplicação efetiva da aprendizagem adquirida no ambiente do trabalho. A importância deste trabalho para o ICMBio possui suas bases na necessidade em se avaliar o impacto das ações de treinamento no trabalho, e é reforçado pela inexistência, atualmente, de dados qualificados que demonstrem os resultados tangíveis das ações de treinamento e desenvolvimento. A literatura aponta a etapa de avaliação de treinamento como a principal responsável pelo provimento de informações que garante o aperfeiçoamento constante do sistema TD&E. Esta pesquisa, de caráter quali-quantitativo, se propôs a elaborar e aplicar instrumento de avaliação de impacto em profundidade (questionário) no CCGP. Para tanto, os documentos do curso (plano de curso e material didático dos módulos) foram analisados com vistas a transformar os objetivos pedagógicos em objetivos de desempenho e o questionário finalizado e validado foi aplicado em amostra de quarenta e dois egressos do curso. Trinta e seis aprendizes responderam ao questionário e os resultados desta pesquisa indicam que o I CCGP gerou impacto no trabalho e os preditores identificados foram tempo superior a 271 dias de conclusão do curso e efeito do ciclo no desempenho dos egressos. Espera-se que este estudo forneça subsídios para a qualificação das ações da educação corporativa do ICMBio, em especial na etapa de avaliação dos eventos de capacitação do plano anual de capacitação, que deve gerar respostas rápidas e qualificadas à instituição e permitir o aprimoramento de todo o sistema TD&E.

Palavras-chave: treinamento, desenvolvimento, educação, avaliação de impacto, área ambiental.

Ano de Publicação: 2012

A importância da capacitação do pregoeiro para a economia da Administração Pública

A capacitação do servidor público tem adquirido atualmente grande importância, em uma realidade cada vez mais automatizada e requer das pessoas novas abordagens profissionais, exigindo-se novas competências. Este trabalho tem por objetivo mostrar a importância da capacitação do servidor, destacando-se o pregoeiro. Foi realizada uma pesquisa com alguns servidores que atuam nesta área e todos foram unânimes em dizer que a capacitação é um fator primordial para que possam desenvolver suas atividades com segurança. Os dados coletados na pesquisa demonstram a necessidade constante de aprimoramento, a fim de que se possa desenvolver as atividades com mais eficiência, eficácia e desta forma, trazer mais economia para os cofres públicos. Foi identificada a necessidade da criação de uma gratificação para os servidores públicos que desempenham a função de pregoeiro.

Palavras-Chave: Capacitação, Eficácia, Gratificação, Servidor Público Pregoeiro.

Ano de Publicação: 2012

Tutoria, Linguagem e Diálogo pedagógico na Educação a Distância

Este trabalho analisa a tutoria como forma de superação da distância em ambientes virtuais de aprendizagem. Considera-se a necessidade de se responder à crítica de que a ausência física do professor e as implicações dessa não contiguidade inviabilizam a formação na educação a distância. Assim, são apresentadas as possibilidades de mediação pedagógica pela atuação do tutor nas intervenções e nos diálogos pedagógicos escritos em ferramentas digitais como o chat e o fórum. Neste sentido, destaca-se a análise da escrita desde uma perspectiva histórica, pedagógica e linguística, pontuando sua relação com as técnicas e tecnologias que lhe serviram de suporte e de manifestação. Ressaltam-se as implicações dessa escrita nas experiências de formação ou de construção do conhecimento, argumentando-se que o texto escrito é historicamente uma mídia privilegiada na relação com o conhecimento e na mediação pedagógica. São consideradas as implicações dos diálogos planejados e não planejados nos textos escritos dos chats e fóruns nos ambientes virtuais de aprendizagem, levando-se em conta as características da linguagem digital ou virtual e presente nos ambientes virtuais de aprendizagem. Para a realização deste trabalho, procedeu-se a uma pesquisa bibliográfica na qual se recorreu a parâmetros teóricos encontrados em autores como David Crystal (2001), Raquel Freitag (2006), Ingedore Koch (2010), Andrew Feenberg (2010) e Denise Abreu-e-Lima (2011), para uma abordagem das relações entre linguagem, novas tecnologias e ensino-aprendizagem a distância. Como resultado encontrado, sugere-se que a relação intersubjetiva entre docente, tutor e aluno pode ter na escrita uma possibilidade de realização, tornando viável a mediação pedagógica nos cursos na modalidade a distância.

Palavras-chave: Educação a Distância, tutoria, mediação pedagógica.

Ano de Publicação: 2012

Mediação pedagógica na Educação a Distância: entre enunciados teóricos e práticas construídas

Neste artigo, analisa-se o processo de mobilização e construção de saberes docentes de professores/as que atuam na Educação a Distância (EaD), tendo como foco o processo de mediação pedagógica. Trata-se de um estudo pautado em pressupostos contemporâneos sobre a constituição dos saberes docentes, em especial nas áreas de educação e comunicação. Na EaD, o distanciamento físico sempre exigiu recursos e estratégias didáticas e comunicativas diferentes dos convencionais. Com a inserção das tecnologias digitais de comunicação e o desenvolvimento de ambientes virtuais de aprendizagem, a função mediadora do professor tomou um forte impulso, provocado pelas possibilidades e também pelas exigências da configuração desse novo “espaço”. Como os/as professores/as desenvolvem essa atitude mediadora na EaD? Como lidam com os alunos, uma vez que não podem intervir presencialmente? Qual o papel das tecnologias de informação e da comunicação (TIC) nesta mediação? Como utilizar as TIC de modo a potencializar esta mediação? Assim, por meio dessas perguntas, aborda-se a mediação pedagógica, levantando dilemas e apontando perspectivas e possibilidades na EaD, procurando contribuir com a formação e atuação docente na modalidade.

Palavras-chave: Mediação pedagógica; Educação à distância; Educação e comunicação.

Ano de Publicação: 2008

Educação a Distância e Paulo Freire

É possível fazer Educação a Distância pela internet, orientando-se pelos princípios teórico-metodológicos de educação de Paulo Freire? Neste estudo é feita uma revisão da Pedagogia da Autonomia e se questiona e se analisa como aquelas recomendações e considerações à docência podem ser aplicadas nessa nova modalidade, em que a docência é compartilhada por pessoas que trabalham em diferentes papéis, incluindo a definição do projeto pedagógico, a construção dos materiais didáticos, as propostas de atividades, a formação de professores, até se chegar à mediação pedagógica. Conforme analisado, os princípios da Pedagogia da Autonomia podem se realizar em trabalhos a distância, constituindo uma educação libertadora e se opondo à visão de educação bancária. A revisão bibliográfica foi orientada pela experiência e vivência do autor em projetos de formação continuada para educadores. 

Palavras chave: docência a distância, educação libertadora, mediação pedagógica, projeto pedagógico.

Ano de Publicação: 2014

Educação a distância e o seu grande desafio: o aluno como sujeito de sua própria aprendizagem

Este trabalho tem como objetivo básico despertar o interesse do professor em desenvolver uma aprendizagem autônoma com os seus alunos. Na aprendizagem autônoma, o aluno deve ser responsável pela sua aprendizagem - o que não está subentendido a eliminação do professor na gestão da atividade do ensino. O Texto aborda o papel do professor-educador que é fundamental para o crescimento e a aprendizagem do outro, condição essencial para o desenvolvimento da Educação a Distância. Elenca os componentes para a aprendizagem autônoma, que são: o saber, o saber fazer e o querer. Acredita- se esse poderia ser o caminho para uma Educação a Distância de qualidade, propondo a formação de um profissional autônomo, crítico e criativo, que não pense de forma fragmentada, mas de forma global e sistematizada.

Palavras-chave: Educação – Distância – Autonomia – Aprendizagem – Professor - Aluno

Ano de Publicação: 2004

Docência e Educação a Distância

O artigo apresenta uma discussão acerca da docência na modalidade a distância e é parte de uma pesquisa de mestrado. Aqui analisamos o conceito de docência presente entre professores, equipe pedagógica e estudantes e sua configuração no curso de licenciatura em Letras Espanhol oferecido pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) no contexto do sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). Optou-se por uma pesquisa de abordagem qualitativa baseada no estudo de caso e foram utilizados questionários e entrevistas como instrumentos de coleta de dados. Os dados permitem afirmar que o curso de Letras Espanhol EaD/UFSC tem como base o trabalho colaborativo e todas as funções profissionais exercem, em alguma medida, influência no processo de ensino-aprendizagem. A docência no curso está constituída pelos professores da disciplina, tutor a distância/UFSC e tutor presencial/ polo, dentro de uma organização ainda hierárquica das funções.

Palavras-chave: Docência. Educação a distância. Tutor.

Ano de Publicação: 2014

UFSCAR e ACADEBio: diálogos acerca da gestão educacional e da formação pedagógica

Sistematização do do documento completo para desencadeamento do processo de consulta/construção final. TEXTO BASE DO PPP DO ICMBIO COM AS CONTRIBUIÇÕES DA CONSULTA. Projeto Político Pedagógico ICMBio.

Ano de Publicação: 2016