Biblioteca


        
 
file:
title:
category:
description:
publication:
Nome do autor:
Sobrenome do autor:

Efeitos deletérios de microcistina em matrinxã (Brycon cephalus) e tilápia nilótica (Oreochromis niloticus)

O trabalho teve por objetivo avaliar a qualidade de água em viveiro de piscicultura com florescimento de cianobactérias e a toxicidade aguda (DL50-24h) de microcistina nas espécies matrinxã (Brycon cephalus) e tilápia nilótica (Oreochromis niloticus), bem como as alterações histológicas nas brânquias, rins e fígado nos peixes. Foi realizado o monitoramento da qualidade de água de um empreendimento piscícola localizado na cidade de Espírito Santo do Pinhal/SP, Brasil. Foram realizadas, em datas distintas, duas coletas de amostras de água contendo floração de microalgas, para análise da composição fitoplanctônica, determinação de toxinas e bioensaios toxicológicos em laboratório. Foram realizadas medições das variáveis físicas, químicas e biológicas da água, e determinação do estado trófico do viveiro monitorado. O viveiro apresentava-se hipereutrófico, com presença de cianotoxinas representadas por microcistinas com valores variando entre 229,2 e 147,4 μg/g. O florescimento de cianobactérias apresentou-se de composição mista, representado principalmente pelas espécies Anabaena circinalis, A. spiroides, Aphanocapsa sp., Microcystis aeruginosa, M. panniformis, M. viridis, M. cf. wesembergii, Pseudanabaena mucicola, entre outras espécies. Os resultados dos bioensaios com microcistina obtida do extrato bruto de fitoplâncton do florescimento não apresentaram letalidade para os peixes. Contudo, foram verificadas alterações em órgãos dos peixes testados, como a presença de depósitos hepatocelulares intracitoplasmáticos, degeneração vacuolar observada em epitélio tubular renal, e proliferação de epitélio de revestimento (hiperplasia) das brânquias, com casos de fusão total das lamelas secundárias, tanto para matrinxã como para tilápia nilótica. Extratos brutos de cianotoxina, em concentrações a partir de 125 mg/kg de peso corporal, injetados em peixes provocam efeitos deletérios com expressiva alteração nas brânquias, rins e fígado.

Palavras-chave: piscicultura, floração de algas, cianobactéria, toxicidade, eutrofico, histopatologia.

Ano de Publicação: 2010

Caracterização de paisagens marinhas de Unidades de Conservação Marinho-Costeiras no Brasil

Os métodos de seleção de áreas para a implementação de Unidades de Conservação e respectivos zoneamentos evoluíram ao longo do tempo, partindo de justificativas voltadas para as belezas cênicas e preservação de zonas de caça e atingindo atualmente a complexidade do Planejamento Sistemático para a Conservação. Considerando alvos mais claros de conservação através de processo no qual a transparência nas tomadas de decisão toma destaque, o mapeamento dos recursos ambientais é considerada parcela de grande importância nesse tipo de planejamento espacial.Dentre os recursos que podem ser elencados como alvos de conservação, a Paisagem Marinha (seascape) se destaca por representar geodiversidade e pela sua possível utilidade como Recurso Ambiental Substituto (surrogates), dentre uma infinidade de alvos de conservação passiveis de uso e representando, por vezes, uma grande complexidade de processamento de dados espaciais. Auxiliando nessa complexidade, Sistemas de Informações Geográficas (SIGs) representam uma tecnologia necessária e que ao longo do tempo vem se desenvolvendo em paralelo a problemas associados ao uso do espaço.Na presente tese, realizaram-se trabalhos de mapeamento de características abióticas do fundo marinho de Unidades de Conservação Federais, (morfologia, natureza de fundo e zoneamento fótico), que combinados como camadas de referência, e na tentativa de adaptar método internacionalmente consagrado à realidade brasileira, deram origem a mapas de Paisagem Marinha dessas áreas. Ensaios de análise de Métricas de Paisagem compuseram parte dessa tese, aplicados sobre a paisagem total de três áreas, assim como sobre Unidades de Planejamento, que compartimentaram as áreas de estudo de forma a compara-las entre si. Agrupamentos por semelhanças foram testados, objetivando verificar a aplicabilidade do método para a diferenciação das áreas em função da Paisagem Marinha e sua aplicabilidade na gestão.Finalizando, contribuição ao zoneamento da APA Costa dos Corais foi elaborada através da aplicação do MARXAN, programa específico para uso em gestão espacial da conservação, onde a Paisagem Marinha foi utilizada como alvo de proteção e no qual a complexidade dessa paisagem compôs parte das simulações, influenciando os custos de manejo e os resultados finais alcançados. Resultados inéditos para essas áreas naturais demostraram a aplicabilidade do método, que se mostrou eficiente em caracterizar os ambientes marinhos estudados, fornecendo subsídios técnicos complementares para a gestão de Unidades de Conservação.

Palavras chave: Unidades de conservação. Zoneamento. Paisagem marinha. Tipo de fundo.morfologia de fundo. Zoneamentofótico. Marxan.

Ano de Publicação: 2016

Ecologia de Cebus flavius (Schreber, 1774) em remanescentes de Mata Atlântica no estado da Paraíba

Apesar de tratar-se de uma espécie recentemente redescoberta, o macaco-prego-galego, Cebus flavius (Schreber, 1774), já figura na lista Vermelha da IUCN como criticamente ameaçado de extinção, principalmente em virtude do reduzido tamanho populacional, da fragmentação e perda de habitat das populações remanescentes e da caça. Sendo assim, e por conta da escassez de dados sobre a espécie, o objetivo deste trabalho foi descrever aspectos da ecologia das populações de C. flavius em dois fragmentos de Mata Atlântica no estado da Paraíba: Estação Experimental de Camaratuba (EE Camaratuba) e Reserva do Patrimônio Natural Engenho Gargaú (RPPN Gargaú). Além disso, foi feito um diagnóstico do status sanitário da população presente na RPPN Gargaú e realizadas análises de viabilidade populacional (AVPs) de ambas. Em cada área, um grupo de C. flavius foi monitorado quanto ao seu tamanho e composição sexoetária, sua dieta, área de uso e indicadores reprodutivos. Na RPPN Gargaú 17% dos indivíduos foram capturados, submetidos a exame clínico e coleta de material biológico para análises clínicas (hemograma, parasitológico de fezes, pesquisa de hematozoários) e sorológicas (Leishmania, Trypanosoma cruzi, Toxoplasma gondii, Leptospira spp., Brucella abortus), além de coleta de ectoparasitas para identificação. Para realização das AVPs foi utilizado o software VORTEX 9.99b a partir dos dados coletados no presente estudo e/ou de informações da literatura. Os resultados obtidos mostraram que C. flavius é primordialmente frugívoroinsetívoro, pode viver em grandes grupos (os maiores dentre as espécies do gênero Cebus) e é capaz de se adaptar a ambientes sob forte pressão antrópica. A população da RPPN Gargaú, de maneira geral, apresenta boas condições de saúde, apesar de alguns indivíduos encontrarem-se parasitados (microfilárias, Strongyloides sp., Ancylostoma sp., Entamoeba coli, Ascaris lumbricoides, Hymenolepis sp., Amblyomma sp.) e serem sorologicamente positivos para Leishmania, Trypanosoma cruzi e Toxoplasma gondii. As AVPs indicaram que, para os próximos 100 anos, a população de C. flavius da RPPN Gargaú se mantém viável em termos demográficos e genéticos, enquanto que a população da EE Camaratuba tem 50% de chances de ser extinta.

Palavras-chave: Cebus flavius; Ecologia; Fragmentação; Saúde; Conservação

Ano de Publicação: 2011

Advancing conservation planning for persistence: design of a conservation strategy for Brazilian coral reefs

Multiple stressors threaten coral reefs globally, causing severe declines of biodiversity and detrimental changes in the provision of associated ecosystem services. To counteract the ongoing biodiversity loss, systematic conservation planning provides a powerful framework to foster conservation and optimise allocation of conservation resources. However, conservation planning in the marine realm has focused mostly on representation of static elements of biodiversity within a system of marine protected areas (MPAs). The general failure of conservation planning to directly address persistence might impair the effectiveness of conservation plans. To ensure the efficacy of MPAs for future benefit, conservation planning must be capable of addressing ecological processes amenable to spatial management and mitigating threats to the long-term maintenance of biodiversity.

The overarching objective of my thesis is to enhance the procedures by which conservation features related to processes - those both promoting and threatening the persistence of biodiversity - can be incorporated into MPA design. To enhance this integration, I focus on two influences on biological persistence, which are particularly important for fostering coral-reef conservation, but not yet well developed and interpreted in terms of conservation planning: connectivity and climate warming. By using Brazilian coral reefs as a case study, I developed methodological approaches to MPA network design that improve upon previous approaches to marine conservation for persistence in several ways: (i) by demonstrating how to formulate conservation objectives to specifically address connectivity and climate warming (Chapters 2-5); (ii) by interpreting and combining modelling tools with MPA network design that help make conservation planning more effective in addressing processes (Chapters 4 and 5); and (iii) by showing the value of setting these conservation objectives from the outset of planning (Chapter 6).

I first quantified the spatial extent of Brazilian MPAs to protect coral reefs and investigated their spatial and geographic attributes (Chapter 2). Based on the bias in the distribution of MPAs, my study highlights that a systematic expansion of MPAs in Brazil is urgently needed to move toward an ecologically representative and functioning MPA system. Because I interpreted principles of connectivity and climate warming through generic design criteria, I next investigated more specific and tailored recommendations to formulate better conservation requirements for persistence (Chapter 3). By reviewing the conservation literature, I outlined a framework for setting marine conservation planning objectives. The framework describes six key approaches to more effectively integrating connectivity and climate warming into conservation plans, aligning opportunities and minimizing trade-offs between both goals. (...)

Ano de Publicação: 2015

Critérios de relevância para classificação de cavernas no Brasil

Qual a base científica utilizada para classificar cavernas no Brasil? Os critérios de relevância e os atributos são suficientes na classificação de cavidades naturais subterrâneas? Para responder a essas questões foram selecionadas 1.169 cavernas separadas como amostra do universo de 6.522 cavidades naturais subterrâneas conhecidas e cadastradas no Brasil. Para cada caverna amostrada foi preparado um questionário (survey) com 20 perguntas, sendo 16 questões alusivas aos critérios de relevância, três para os atributos de qualidade e uma para o contexto, quesitos exigidos pela legislação ambiental. Os 16 critérios de relevância (variáveis independentes) foram assim estabelecidos: dimensão, morfologia, valores paisagísticos, peculiaridades geológicas, peculiaridades geomorfológicas, peculiaridades mineralógicas, vestígios arqueológicos, vestígios paleontológicos, recursos hídricos, ecossistemas frágeis, espécies endêmicas, espécies raras, espécies ameaçadas de extinção, diversidade biológica, relevância histórico-cultural e relevância socioeconômica. Para cada um desses critérios de relevância foram estabelecidos seis graus de relevância assim definidos: informação desconhecida, irrelevante, baixa, média, alta e de notável relevância. Nos atributos de qualidade (variáveis dependentes) foram definidas seis categorias: ecológico, ambiental, cênico, científico, histórico-cultural e socioeconômico. Finalmente, o questionário indagou quatro categorias de contexto: local, regional, nacional e internacional. Os questionários foram respondidos por 11 especialistas, profissionais com larga experiência e grande conhecimento no campo da espeleologia. Os resultados obtidos nas respostas dos especialistas foram submetidos a exaustivos testes estatísticos, utilizando, para isso, ferramentas da análise multivariada conhecida como: descrição contingente (crosstabs), análise discriminante (âmbito das cavernas e mineração), análise discriminante confirmatória (âmbito das cavernas e mineração), análise de regressão (âmbito das cavernas e mineração). Foi possível ainda realizar um levantamento da contextualização espeleológica, um real estado-da-arte das cavidades naturais subterrâneas em relação às unidades de conservação, biomas, tipologia pedológica e litologia. Uma investigação em torno da extração do calcário e do dolomito, coexistindo com municípios onde ocorrem cavidades naturais subterrâneas (CNSs), também foram realizadas com vistas a verificar a amplitude dessa atividade sobre o ativo espeleológico. Os resultados demonstraram que a técnica utilizada da descrição contingente se mostrou satisfatória para conhecer as diversas possibilidades de cruzamentos, trazendo informações extremamente relevantes. Foi constatado ainda que os resultados da análise discriminante foram estatisticamente significativos. Os resultados finais da discriminante validada alcançaram níveis de excelência, pois comprovaram o alcance de índices notáveis de correta classificação. A conclusão é que com as ferramentas da Análise Multivariada é possível obter um grau de confiabilidade acima de 95% para a classificação de cavernas, ao invés de um índice de 62,1% do ponto de vista humano, resultando em uma proposta nova para a classificação de cavernas no Brasil com maior segurança e eficiência.

Palavras-chave: caverna – classificação de cavernas – critérios de relevância – desenvolvimento sustentável – análise multivariada – análise discriminante.

Ano de Publicação: 2008

Adequabilidades ambiental dos biomas brasileiros à ocorrência do lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) e efeitos da composição da paisagem em sua ecologia espacial, atividade e movimentação

O lobo-guará é uma espécie de ampla distribuição na América do Sul, tendo no Brasil sua maior área de ocorrência. No entanto, as modificações das áreas naturais principalmente destinadas à agropecuária tornam a espécie vulnerável à extinção. A investigação objetivou conhecer em larga escala a área de distribuição potencial gerada por atributos ambientais favoráveis e áreas adequadas à sua ocorrência nos biomas brasileiros e investigar como a espécie responde à estrutura da paisagem, avaliando os efeitos de ambientes modificados pelo homem na sua ecologia espacial, nos padrões de atividades e na movimentação. Modelos de distribuição de espécie foram gerados pelo Maxent, utilizando uma base de pontos de localização de presença a partir de 2000 para o Cerrado (Ce), Pantanal (Pa), Mata Atlântica (Ma) e Pampas (Pp) e um conjunto de onze variáveis ambientais não correlacionadas (topográficas, climáticas e paisagísticas). (...)

Ano de Publicação: 2016

Obstáculos à exploração do baru (Dipteryx alata Vog.) no Cerrado Goiano: sustentabilidade comprometida?

Este trabalho tem como objetivo verificar se a exploração do fruto do baru – Dipteryx alata Vogel (Fabaceae) – no Cerrado do Estado de Goiás, no Brasil Central, é uma alternativa sustentável de geração de renda para os agentes que participam da sua cadeia produtiva. Para alcançar esse objetivo, optou-se pela mensuração das dimensões das sustentabilidades ambiental, social, econômica, política e da saúde, por meio de indicadores, bem como entrevistas projetivas e semiestruturadas. Os resultados obtidos com a aplicação da metodologia proposta mostram que nas condições atuais, a exploração do baru nos municípios estudados não se configura como uma atividade sustentável de geração de renda para os agentes que participam da sua cadeia produtiva, uma vez que atende parcialmente ao pressuposto segundo o qual a atividade para ser considerada sustentável tem que apresentar um equilíbrio entre as várias dimensões da sustentabilidade. Os agricultores alcançaram um grau de sustentabilidade médio, com Índice de Sustentabilidade variado entre as dimensões analisadas. As instituições privadas que utilizam o baru alcançaram grau de sustentabilidade baixo, apresentando também grande variação entre as dimensões avaliadas. Os maiores obstáculos identificados pelos agricultores são: dificuldade que encontram para gerenciar empreendimentos coletivos; inexistência de maquinário adequado para despolpar e quebrar o fruto do baru. A legislação que não está sendo aplicada não se configura como um obstáculo para esses atores. Para as instituições privadas que processam o baru, os maiores obstáculos foram: fornecimento irregular da castanha do baru em função da sazonalidade do fruto e inexistência de equipamentos e tecnologias adequada às necessidades do ramo no qual atuam. O estudo permitiu também identificar que o modelo produtivo do baru encontrado nos municípios estudados apresenta características diferentes de modelos propostos por autores como Homma, A. K. O. (1993), Rêgo, J. F. do (1992) e Drummond, J. A. (1996) para o extrativismo. O baru é importante para os agricultores familiares que o exploram pelo fato de se constituir em uma fonte de renda imediata da qual lançam mão quando necessitam de dinheiro em espécie.

Palavras-chave: Baru, Cadeia produtiva, Sustentabilidade, Extrativismo vegetal, Modelo produtivo.

Ano de Publicação: 2011

Space use and movement behavior of a Neotropical top predator: the endangered jaguar

In terrestrial environments, predators tend to restrict their movements within defined areas to meet daily requirements. These animals are often considered range residents [1]. Top predators, such as large-sized cats, are known to require large areas [2]. Space use is likely to increase as habitat quality decreases, making this group particularly vulnerable to habitat loss and fragmentation [3–5]. In addition, movement parameters such as the total distance traveled per day and the tortuosity of the movement path can increase in response to habitat fragmentation [6]. Understanding animal movement and space use across dynamic landscapes is critical for the establishment of effective conservation strategies [7],including the creation/maintenance of ecological corridors designed to guarantee the move ment of focal species, improvingtheconnectivityof habitat patches with infragmented landscapes[8], and identifying priority areas for conservation[9]. Accurately estimating home ranges and understanding animal movement behavior provide information on ecological processes that can impact species conservation

Ano de Publicação: 2016

RECREATION CLASSIFICATION, TOURISM DEMAND AND ECONOMIC IMPACT ANALYSES OF THE FEDERAL PROTECTED AREAS OF BRAZIL

Understanding the determinant attributes affecting visitor demand at tourist destinations and the accompanying economic impacts are strategic for the management of protected areas (PA). This cross-sectional quantitative study examined the distribution of recreation opportunity classes, determinants of visitation demand and economic impact of tourism in the Federal System of Protected Areas of Brazil. The analyses used the Recreation Opportunity Spectrum (ROS) classification framework (Driver & Brown, 1978; Brown et al., 1978; Clark & Stankey, 1979) and a spatial demand model to evaluate demand and supply based on three attributes: physical, social and managerial. In addition, as an extension to the ROS framework, the assessment considered internal, as well as external attributes. Furthermore, a visitor spending analysis based on the Money Generation Model (MGM2) (Stynes et al., 2000) was conducted to evaluate economic impacts of the PAs on the surrounding communities. Specifically, the research examined the recreation classes of use and standards for the Brazilian PAs, the prediction of tourist demand using the recreation classification system, and the economic impacts of tourism in PAs of Brazil.

Results showed that both internal PA attributes and external characteristics are considered by visitors. The results have practical utility and can be used to improve investment efficacy among the PAs that already receive visitors and to evaluate the tourism attractiveness for new PAs. Also, findings are useful for the communities and small businesses located in the adjacent areas, since adequate prediction of visitor demand provides support for tourism activities. The economic analysis demonstrated that total contributions of around 8 million visitors in 2015 reached more than $1.2 billion dollars in total sales, $342 million in personal income, and $473 million in value added to the Gross Domestic Product (GDP) and supported 43,602 jobs. The analyses demonstrated that every dollar Brazil invested in the PA system produced $7 in economic benefits nationally. The results showed that the economic impacts of ecotourism not only directly affect PA management and the tourism industry, but also indirectly affect other types of businesses and the local communities.

Ano de Publicação: 2016

Estratégias para a Conservação das Espécies de Lagartos (Squamata) Endêmicas do Cerrado Brasileiro

A interação e competição dos homens com outras espécies pelos recursos naturais tem resultado em perda de hábitats para as outras espécies e estima-se que entre 20% a 50% de todas as espécies existentes sejam extintas em 50 anos em decorrência de sua desvantagem competitiva (Barnosky et al. 2011). Outras evidências indicam uma taxa de extinção atual de 100 a 1000 vezes mais rápida que a taxa natural de extinção (Pimm et al. 1995), o que estaria encaminhando a Terra para o sexto evento de extinção em massa (Rahbek and Colwell 2011).

As consequências das perturbações antrópicas nos hábitats tropicais, que incluem grande parte dos biomas brasileiros, são particularmente obscuras. Nessas regiões, a biodiversidade é maior e a maioria das espécies ocorre em baixas densidades e possui áreas de vida menores (Rahbek and Colwell 2011). Esse contexto torna a avaliação da intensidade do processo de extinção e espécies por perdas de hábitats particularmente complexo, uma vez que, em um inventário rápido da biodiversidade local, provavelmente a primeira espécie a ser encontrada não estará longe de ser a última a ser extinta. Nesse sentido, algumas regiões, como a de ocorrência da savana brasileira conhecida como Cerrado, que ocupa uma grande área central no Brasil, tem merecido atenção especial devido, tanto a grande riqueza na fauna e flora, como ao intenso processo de conversão dos ambientes nativos e consequente perda de hábitats. Tal combinação de fatores resultou na classificação do Cerrado como um Hotspot. (...)

Ano de Publicação: 2014