Biblioteca


        
 
file:
title:
category:
description:
publication:
Nome do autor:
Sobrenome do autor:

Agrupamentos Gerenciais de Unidades de Conservação Federais

Documento Técnico preliminar elaborado pela Assessoria do Gabinete da Presidência do ICMBio. Proposta para organização das unidades de conservação federais em agrupamentos voltados a aumentar a sua eficiência gerencial, reduzir os seus custos operacionais e orientar a sua gestão para enfoques ecossistêmicos e macroterritoriais.

Ano de Publicação: 2016

Nota Técnica nº 01/2016 - GABIN/ICMBio: Apresenta resultado da seleção de agrupamentos de UCs prioritários para implementação no ano de 2016

Nota Técnica nº 01/2016 - GABIN/ICMBio: Apresenta resultado da seleção de agrupamentos de UCs prioritários para implementação no ano de 2016 e propõe minuta de portaria para orientar a instituição desses agrupamentos.

Ano de Publicação: 2016

Boletim de Serviço nº 26, de 11 de maio de 2016, Edição Extra, Portarias nº 229 e 230: Estabelece procedimentos para a organização de Unidades de Conservação em agrupamentos gerenciais

Nº 229, de 11.05.2016- Art. 1º Estabelece procedimentos para a organização das unidades de conservação federais em agrupamentos gerenciais destinados a estimular, orientar e promover a integração e o mútuo apoio gerencial entre essas unidades de conservação.

Nº 230, de 11.05.2016- Art. 1º. Instituir a ferramenta de apoio gerencial denominada Planilhas de Apoio à Decisão do Comitê Gestor do ICMBio, documento digital em formato de planilhas de dados contendo indicadores e índices apresentados para subsidiar o Comitê Gestor no assessoramento ao Presidente, na proposição de alternativas para tomada de decisão nos assuntos relativos à gestão ambiental e na análise, discussão e manifestação sobre as matérias relativas à sua competência.

Ano de Publicação: 2016

Índices de apoio à decisão institucional no ICMBio

Documento Técnico preliminar elaborado pela Assessoria de Gabinete da Presidência do ICMBio. Proposta para o aperfeiçoamento dos índices de apoio à gestão institucional denominados "planilha de indicadores de dificuldade/complexidade de gestão nas UCs federais e sinaleira para priorização de novas remoções.

Ano de Publicação: 2016

Revista Boas Práticas na Gestão de Unidades de Conservação

Conheça as iniciativas que buscam soluções para gestão de unidades de conservação no Brasil.

Ano de Publicação: 2016

Oceanografia Física

Apresentação de resultados das coletas realizadas durante a primavera e o verão que mostram a ressurgência costeira como um processo permanente na região da foz do Rio Doce. 

Ano de Publicação: 2015

Oceanografia Geológica Sedimentologia

Entre os dias 27/01/2016 e 02/022016 foi realizada uma expedição oceanográfica com o navio Soloncy de Moura, pertencente ao ICMbio. O objetivo da expedição foi a coleta de dados na plataforma do Espírito Santo entre a APA Costa da Algas/ Foz do Rio Doce/Barra Nova e a Plataforma de Abrolhos para identificação e caracterização do material sedimentar que estava aportando a região, devido ao desastre de rompimento da barragem de rejeito em Mariana-MG, e como fator comparativo entre expedições realizadas anteriormente.

Foram realizados um total de 21 pontos amostrais onde foram coletados além de dados biológicos e de coluna d’água, sedimento superficial para análise granulométrica, para análise de densidade e mineralogia de argila, além de coleta d’água para determinação de concentração de Material Particulado em Suspensão (MPS).

Ano de Publicação: 2016

Oceanografia Química: Geoquímica de Metais e Nutrientes

Este relatório parcial tem por objetivo apresentar os resultados de metais obtidos pelo Laboratório de Geoquímica Ambiental da Universidade Federal do Espírito Santo (LabGAm/UFES) em relação ao monitoramento marinho realizado na foz do Rio Doce, visando monitorar a qualidade da água e dos sedimentos da foz do Rio Doce em função do rompimento da barragem de rejeito de mineração do Fundão, no município de Mariana, estado de Minas Gerais.

É importante ressaltar que muitas análises ainda estão sendo realizadas, bem como o aprofundamento da discussão sobre possíveis processos e efeitos que possam ocorrer no ambiente investigado, seja por outras análises químicas específicas ou análises estatísticas. Estes resultados são brevemente descritos e interpretados, pois apenas considerações são apresentadas uma vez que com uma vasta quantidade de material a ser analisado, seria premeditado gerar conclusões sobre este acontecimento único e de grandes proporções.

Ano de Publicação: 2016

Revista Científica BioBrasil

A Revista Biodiversidade Brasileira é uma publicação eletrônica científica do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) que tem como objetivo fomentar a discussão e a disseminação de experiências em conservação e manejo, com foco em Unidades de Conservação e espécies Ameaçadas.

Ano de Publicação: 2017

Impacto do primeiro ciclo de capacitação em Gestão Participativa no Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade

O presente estudo tem por objetivo analisar os efeitos específicos de um evento de capacitação, o I Ciclo de Capacitação em Gestão Participativa - CCGP, verificando empiricamente, a classe de preditores de impacto em profundidade na perspectiva do efeito do treinamento no desempenho do indivíduo, em termos de aplicação efetiva da aprendizagem adquirida no ambiente do trabalho. A importância deste trabalho para o ICMBio possui suas bases na necessidade em se avaliar o impacto das ações de treinamento no trabalho, e é reforçado pela inexistência, atualmente, de dados qualificados que demonstrem os resultados tangíveis das ações de treinamento e desenvolvimento. A literatura aponta a etapa de avaliação de treinamento como a principal responsável pelo provimento de informações que garante o aperfeiçoamento constante do sistema TD&E. Esta pesquisa, de caráter quali-quantitativo, se propôs a elaborar e aplicar instrumento de avaliação de impacto em profundidade (questionário) no CCGP. Para tanto, os documentos do curso (plano de curso e material didático dos módulos) foram analisados com vistas a transformar os objetivos pedagógicos em objetivos de desempenho e o questionário finalizado e validado foi aplicado em amostra de quarenta e dois egressos do curso. Trinta e seis aprendizes responderam ao questionário e os resultados desta pesquisa indicam que o I CCGP gerou impacto no trabalho e os preditores identificados foram tempo superior a 271 dias de conclusão do curso e efeito do ciclo no desempenho dos egressos. Espera-se que este estudo forneça subsídios para a qualificação das ações da educação corporativa do ICMBio, em especial na etapa de avaliação dos eventos de capacitação do plano anual de capacitação, que deve gerar respostas rápidas e qualificadas à instituição e permitir o aprimoramento de todo o sistema TD&E.

Palavras-chave: treinamento, desenvolvimento, educação, avaliação de impacto, área ambiental.

Ano de Publicação: 2012