Biblioteca


        
 
file:
title:
category:
description:
publication:
Nome do autor:
Sobrenome do autor:

Curso de Educação Ambiental em Unidades de Conservação Parque Nacional do Iguaçu

Seminário Boas Práticas. Objetivos: Discutir sobre a educação ambiental e o Parque Nacional do Iguaçu; Promover e estimular processos educativos com professores e técnicos da rede municipal de ensino e de meio ambiente dos municípios do entorno do Parque; Fortalecer a prática da educação ambiental nos municípios do entorno do parque; Orientar a construção de projetos de educação ambiental a serem implementados nas escolas envolvidas.

Ano de Publicação: 2016

Cursos Profissionalizantes voltados à capacitação para o empoderamento e autonomia produtiva das comunidades extrativistas. Reserva Extrativista do Cazumbá-Iracema

Seminário Boas Práticas. Objetivos: Capacitar os extrativistas em cursos profissionalizantes para que os mesmos desenvolvam habilidades e conhecimentos voltados à produção sustentável familiar, orgânica e extrativista, agregando assim valor às suas produções e incentivando a produção extrativista e a conservação ambiental.

Ano de Publicação: 2016

Gestão Participativa através do teatro do oprimido junto às comunidades tradicionais da Área de Proteção Ambiental Cairuçu, Paraty-RJ

Seminário Boas Práticas. Objetivo: Empregar a Estética do Oprimido como ferramenta para estabelecer um canal de diálogo, facilitando o desenvolvimento da gestão participativa na APA Cairuçu, junto às populações tradicionais que compõe esta UC.

Ano de Publicação: 2016

Apoio aos produtores rurais como estratégia para conter o avanço urbano e melhorar o saneamento básico na Área de Proteção Ambiental de Guapi-Mirim e na Zona de Amortecimento da Estação Ecológica da Guanabara

Seminário Boas Práticas. Objetivos: Valorizar a produção rural local, evitando-se a venda e loteamento das terras e difundir técnicas de saneamento ecológico de baixo custo.

Ano de Publicação: 2016

Encontro de Pesquisa, Extensão e Divulgação das Unidades de Conservação do Vão do Paranã e entorno

Seminário Boas Práticas. Objetivos: Aumento do número de pesquisas científicas e trabalhos de extensão universitária em todas as UCs listadas e a integração do conhecimento gerado por estas, e a atração de novas parcerias que possam contribuir para a gestão das UCs. 

Ano de Publicação: 2016

GCIP - Gestão Compartilhada, Integrada e Participativa da APA Ilhas e Várzeas do Rio Paraná

Seminário de Boas Práticas. Objetivos: Viabilizar a gestão de um território de um milhão de hectares densamente povoado; Concretizar a participação social nas tomadas de decisões; Otimizar esforços, recursos humanos e financeiros; Garantir o cumprimento dos objetivos de criação da UC.

Ano de Publicação: 2016

Viveiro Participativo: Exemplo de Integração da Floresta Nacional do Bom Futuro, terra indígena Karitiana e população do entorno da Unidade de Conservação

Seminário de Boas Práticas. Objetivos: Recuperação de áreas degradadas da FLONA do Bom Futuro e produção de mudas originárias da floresta amazônica a fim de serem disponibilizadas à população do entorno.

Ano de Publicação: 2016

A gestão e o seu papel na promoção da participação social para regulamentar o uso dos recursos naturais aos moradores da comunidade da Barra de São Manoel no Parque Nacional do Juruena AM/MT

Seminário Boas Práticas. Objetivos: Gerir conflitos socioambientais advindos da diversidade de interesses existentes e que interferem na consolidação das áreas de uso dos comunitários e ribeirinhos do PARNA Juruena e seu entorno; Regulamentar o uso dos recursos naturais utilizados na área do Parque por comunitários tradicionais, através do estabelecimento do termo de compromisso; Possibilitar ações que visem a sustentabilidade das práticas locais, bem como visualizar as alternativas de renda para a região, com o auxílio das atividades do plano de ação sustentável, por meio de edital de projetos oferecido pelo Programa ARPA (Áreas Protegidas da Amazônia).

Ano de Publicação: 2016

Floresta Nacional de Ipanema - em busca de um modelo de excelência em gestão

Este trabalho apresenta os resultados de uma atuação prática de facilitação interna para o desenvolvimento de um modelo de gestão estratégica para a Floresta Nacional de Ipanema/ICMBio, contribuindo para sua gestão com foco nos resultados. 

Apropriando-se da metodologia preconizada pelo Balanced Scorecard (BSC), adaptado pelo NEXUCs e pela lógica do Modelo de Excelência em Gestão Pública, foi realizada uma análise estratégica da Unidade e elaborado seu Mapa Estratégico, com definição dos objetivos estratégicos nas dimensões sociedade / ambiente, usuários / beneficiários, processos internos, aprendizado/inovações e recursos necessários para o cumprimento de sua Visão de Futuro num horizonte de 5 anos.

Para a definição dos objetivos estratégicos a serem desdobrados, com metas para o biênio 2013-2014 o presente trabalho baseou-se nos resultados da avaliação da Floresta Nacional de Ipanema, no contexto interno – pontos fortes e pontos fracos e externo – ameaças e oportunidades, e suas interações, com os indicativos dos cenários mais vulneráveis que devem ser mitigados e dos cenários mais benéficos que devem ser potencializados.

Nesse contexto foram elaboradas as estratégias a serem perseguidas pela Floresta Nacional, despertado a reflexão da equipe da UC sobre a necessidade de conversão da estratégia em processo contínuo e na transformação da estratégia em tarefa de todos os envolvidos na gestão.

Ano de Publicação: 2013

Modelagem e proposta de melhoramento do processo de julgamento de autos de infração na Coordenação Regional da 9ª Região - Florianópolis/SC

Este trabalho apresenta os resultados de uma atuação prática de facilitação interna para a modelagem e proposta de melhoria no processo de julgamento de autos de infração na Coordenação Regional da 9a Região/Florianópolis-SC. Foi realizada no período de janeiro a fevereiro de 2013. O grupo sobre o qual foi realizada a prática é a Comissão Julgadora de autos de infração da CR9, devidamente delegada para tal atividade e que atualmente conta apenas com duas analistas ambientais, uma lotada na CR9 e outra lotada em uma UC de Florianópolis. Foi utilizado o Método de Análise e Melhoria de Processos (MAMP) até sua Etapa 6 (Planejamento das Ações). Primeiramente foi elaborado o fluxograma do processo e uma matriz SIPOC foi preenchida para o conhecimento da situação atual. Em seguida foi selecionado o problema do processo através da análise de um indicador. Foram identificadas causas do problema através da metodologia do brainstorming. Com a mesma técnica foram geradas alternativas de solução, que foram avaliadas e em seguida foi feito o planejamento das ações para a melhoria do processo. Como encaminhamentos futuros temos a implementação do plano de ação, verificação dos resultados, padronização das atividades que obtiveram sucesso e a conclusão, com análise crítica do trabalho concluído.

Ano de Publicação: 2013