Biblioteca

IMPORTÂNCIA DA ÁREA DE ALBURNO DA ESTIMATIVA DE PRODUÇÃO DE FRUTOS EM Bertholletia excelsa - Dissertação de Mestrado pela UFAC

Descrição

RESUMO

A produção de frutos de Bertholletia excelsa pode ser influenciada por diversos fatores, como as variáveis climáticas, a forma e a posição da copa, a quantidade de lianas presente na copa, bem como o tamanho e diâmetro à altura do peito. No contexto fisiológico, a importância da área de alburno na produção de frutos ainda carece de estudos. Nesse sentido, este trabalho estudou a relação da área de alburno na produção de frutos de B. excelsa, com vistas a avaliar uma possível relação entre o alburno e a variação individual de frutos. O estudo foi realizado no Projeto de Assentamento Agroextrativista (PAE) Chico Mendes, na região leste do estado do Acre, no município de Xapuri, em uma parcela permanente de monitoramento de B. excelsa. Foram coletados dados de área de alburno, variáveis dendrométricas, morfométricas e dados de produção de frutos, em uma amostra de 140 árvores. Para verificar a correlação do alburno com frutos  foi usada a correlação de Pearson. Para realizar a estimação da produção de frutos foi usada a regressão linear múltipla. A matriz de correlação indicou que a variável DAP ( r= 0,91) e  relação hipsométrica ( r= 0,99 ) apresentaram as maiores correlações. A área de alburno não foi correlacionada à produção de frutos ( r = 0,37  ; P < 0,08112). Com a estatística regressão linear múltipla melhorou o coeficiente de estimativa de frutos, onde foi obtido um coeficiente de determinação de 35%, P< 0,0001.

Palavras chave: Castanha do pará, castanha do brasil, Bertholletia excelsa, alburno, regressão linear

Categoria
PESQUISA AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DA BIODIVERSIDADE
Tipo de publicação
Trabalho acadêmico (TCCs, dissertações, teses e trabalhos científicos apresentados em congressos e cursos)
Autores

Raimundo Maciel D´Ávila

Orientador:  Dr. Thiago Augusto da Cunha

Local da publicação
Rio Branco - AC
Nº da edição ou volume
Ano de Publicação
2021
Editora
UFAC - Universidade Federal do Acre