Biblioteca

Projeto Biodiversidade e Mudanças Climáticas na Mata Atlântica - Parte I - Experiências e Aprendizados - GIZ - MMA

Descrição

O Projeto Biodiversidade e Mudanças Climáticas na Mata Atlântica (projeto Mata Atlântica) é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), no contexto da Cooperação BrasilAlemanha para o Desenvolvimento Sustentável, no âmbito da Iniciativa Internacional para o Clima (IKI) do Ministério do Meio Ambiente, Proteção da Natureza e Segurança Nuclear da Alemanha (BMU). O objetivo do projeto é promover a conservação da biodiversidade e a recuperação da vegetação nativa em três regiões de mosaicos de unidades de conservação da Mata Atlântica, a fim de contribuir para a mitigação e adaptação à mudança do clima. O projeto conta com um módulo de Cooperação Técnica, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH, e com um módulo de Cooperação Financeira, por meio do KfW Entwicklungsbank (Banco Alemão de Desenvolvimento), por intermédio do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio). Os módulos compartilham dos mesmos objetivos, executam atividades complementares e juntos compõem o projeto Mata Atlântica. O módulo de Cooperação Técnica do projeto foi realizado entre abril de 2013 e dezembro de 2020, tendo como foco principal a assessoria e a disponibilização de serviços para o desenvolvimento conceitual e metodológico, bem como a facilitação de parcerias e o desenvolvimento de capacidades nas temáticas abordadas pelo projeto. O módulo de Cooperação Financeira foi iniciado em novembro de 2016 e visa à viabilização de investimentos de maior porte e escala para a implementação das atividades de conservação e recuperação propostas. A partir de março de 2020, a etapa final de implementação do projeto foi impactada pela incidência da pandemia de Covid-19. Para além da crise sanitária e econômica, que afetou as organizações e muitas das pessoas envolvidas no projeto, a necessidade de adotar procedimentos de distanciamento social desencadeou o desenvolvimento e a adoção de medidas e ferramentas que permitiram a continuidade da implementação das atividades previstas. O uso de recursos digitais e de metodologias de trabalho remoto foi intensificado e viabilizou a realização dos trabalhos de equipe, oficinas e eventos. O sucesso das estratégias de adaptação e enfrentamento dos desafios só foi possível pelo empenho e entusiasmo de todas as pessoas e equipes comprometidas com o alcance dos objetivos do projeto. Uma primeira edição deste documento com as principais experiências e aprendizados da execução do módulo de Cooperação Técnica foi preparada em março de 2018, pois inicialmente esse módulo terminava naquela data. Com a efetivação do módulo de Cooperação Financeira, as ações da Cooperação Técnica foram estendidas até o final de 2020, procurando assegurar a complementaridade prevista na implementação das atividades de ambos. Com isso, apresenta-se agora uma segunda edição desse documento

Categoria
PESQUISA AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DA BIODIVERSIDADE
Tipo de publicação
Livro
Autores

Coordenação técnica:

Rodrigo Martins Vieira -  MMA ;

Otavio Gadiani Ferrarini - MMA ;

Maria Olatz Cases - GIZ

Local da publicação
Brasília - DF - https://cooperacaobrasil-alemanha.com/Mata_Atlantica/Sistematizacao_parte_1.pdf
Nº da edição ou volume
2ª edição
Ano de Publicação
2020
Editora
MMA - GIZ