I Curso de Monitoramento da Castanha da Amazônia

APRESENTAÇÃO

No âmbito do monitoramento de protocolos complementares do Programa Monitora, o ICMBio está implementando o protocolo de monitoramento da Castanha-da-Amazônia em Unidades de Conservação. A estratégia de monitoramento envolve a colaboração e o envolvimento das comunidades, mobilização social, definição do arranjo local, estratégias de implantação do Programa, no levantamento de dados e na gestão do conhecimento. 

Portanto, para ampliar a implementação do monitoramento e garantir sua continuidade, é necessário capacitar comunidades locais, lideranças, gestores, analistas ambientais e parceiros na proposta pedagógica, nos conceitos, nos métodos de amostragem e analíticos adotados. Considerando o elevado número de pessoas que precisam ser capacitadas no âmbito do Monitora, está sendo proposto um curso de monitoramento da Castanha-da-Amazônia em UC que visa capacitar futuros multiplicadores e instrutores e assim capacitar as comunidades locais.


JUSTIFICATIVA

Este curso visa capacitar gestores e pontos focais para realização do monitoramento da Castanha-da-amazônia, nos módulos básico e avançado com orientações técnicas para o monitoramento dos castanhais nativos, nos ambientes de manejo, de modo a ampliar o conhecimento destas áreas, da sustentabilidade ambiental e econômica. 

A castanha-da-amazônia é um dos principais produtos extrativistas da Floresta Amazônica e sua comercialização é uma importante fonte de renda para muitas famílias da região. Devido à sua relevância, a castanha foi uma das espécies selecionadas como alvo de monitoramento em Reservas Extrativistas da Amazônia, no âmbito do Programa Nacional de Monitoramento da Biodiversidade do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio em parceria com o Instituto de Pesquisas Ecológicas - IPÊ. Neste programa foi desenvolvido um protocolo para avaliação, monitoramento participativo da sustentabilidade do extrativismo e das etapas iniciais da cadeia de valor da castanha-da-amazônia. 

O protocolo foi elaborado com a participação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, IPÊ e ICMBio, de forma que as atividades possam ser realizadas pelas próprias comunidades extrativistas, após a capacitação de monitores locais. Inclui o mapeamento participativo dos castanhais, o mapeamento de castanheiras, a estimativa da área e do potencial produtivo dos castanhais, levantamento da quantidade de castanha coletada na safra, a sua proporção coletada em relação ao potencial produtivo, assim como o levantamento das técnicas de manejo utilizadas pelos coletores, informações sobre a organização social, custos de produção e a comercialização.

Estas informações são úteis para a gestão das unidades de conservação amazônicas que carecem de informações sobre a potencialidade e sustentabilidade deste recurso, bem como o estabelecimento de indicadores de conservação para esta espécie.

OBJETIVO

Compreender a proposta do Programa Nacional de Monitoramento da Biodiversidade – Programa Monitora (IN ICMBio nº 3/2017) para o Monitoramento da Castanha-da-amazônia.

Entender para planejar e executar atividades de monitoramento da Castanha-da-amazônia em UCs, com destaque para a capacitação de monitores para a realização de monitoramento da Castanha-da-amazônia em dois módulos, básico e avançado (poderão ser conjugados), de acordo com as orientações institucionais.


PÚBLICO ALVO 

Futuros multiplicadores e pontos focais (servidores do ICMBio, gestores de UCs federais e estaduais e parceiros) para a implementação do Monitoramento da Castanha.

CARGA HORÁRIA

27 Horas


PERÍODO DE REALIZAÇÃO


02 a 04 de dezembro de 2019


LOCAL DE REALIZAÇÃO

ACADEBio -  Iperó/SP.



Última atualização: terça, 4 Fev 2020, 11:29