Mini Curso de Monitoramento da Visitação

APRESENTAÇÃO

A Instrução Normativa (IN) nº 5, de 1º de junho de 2018, apresenta as diretrizes para o monitoramento da visitação e diz que todas as unidades de conservação que tenham visitação com objetivos recreativos, desportivos, educacionais, culturais ou religiosos devem estabelecer método para o monitoramento do número de visitas, para o

planejamento institucional e manejo do uso público.

Dando seguimento a esforços de aprimoramento das estratégias de monitoramento que vem ocorrendo desde 2017 em parceria com Serviço Florestal dos Estados Unidos, objetiva-se realizar um curso de monitoramento da visitação focado nas novas orientações institucionais para o desenvolvimento de protocolos de monitoramento do número de visitas. Em 2019, 134 das 334 UC federais apresentaram dados de visitação, indicando que é necessário seguirmos disseminando conceitos básicos e avançados sobre o monitoramento da visitação: formas de contagens, métodos de amostragem em campo para estimativas, perspectivas para pesquisas qualitativas (perfil do visitante e qualidade da experiência).

Trata-se de um curso que consta no Plano de Desenvolvimento de Pessoas para 2020, e compõe o plano de trabalho desenvolvido no âmbito do programa da Parceria para a Conservação da Biodiversidade na Amazônia, estabelecido entre o governo brasileiro e o governo norte-americano com apoio financeiro da Agência de Desenvolvimento Internacional dos Estados Unidos (USAID). Sendo assim, pretende-se contar com o apoio técnico de um instrutor do Serviço Florestal dos Estados Unidos (USFS) com ampla experiência no monitoramento de dados da visitação.

Os dados de visitação das unidades de conservação são importantes balizadores para a tomada de decisão institucional direcionada a aliar a conservação das areas à manutenção e melhoria dos serviços oferecidos à sociedade. Tendo em vista que uma das prioridades do Ministério do Meio Ambiente (MMA) é o fortalecimento do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC) e a consolidação das unidades de conservação federais, o número de visitantes configura-se um importante indicador para as políticas públicas afetas à visitação nas UC. Com isso, torna-se fundamental o aprimoramento das estratégias e estabelecimento de protocolos, além da formação de uma equipe de multiplicadores que potencializem o ganho de escala na orientação e acompanhamento das unidades de conservação em seus processos de coleta de dados.

A atividade foi prevista no Plano de Desenvolvimento de Pessoas de 2020 e fundamenta-se na ideia de promover a implementação de um programa de educação continuada para o aprimoramento da visitação em unidades de conservação enquanto serviço ambiental prestado à sociedade.

A PORTARIA CONJUNTA Nº 266, DE 17 DE JUNHO DE 2020, instituiu o Planejamento Estratégico Integrado do Ministério do Meio Ambiente de suas Entidades Vinculadas 2020-2023, sendo que a gestão da visitação dialoga com o Objetivo 6: viabilizar os serviços ambientais para promover o desenvolvimento sustentável, em especial, em Áreas Protegidas e Comunidades Locais;

Além disso, o número de unidades monitoradas é meta institucional no ciclo de avaliação da GDAEM.

Considerando as variações de contexto da visitação das unidades de conservação e respectivas equipes, o monitoramento da visitação pode ser feito com conhecimentos básico – quando só a contagem direta em portaria traz um bom resultado- ou com conhecimentos avançados – quando múltiplas entradas ou turismo complexo exigem estimativas de visitação a partir de amostras organizadas em metologia adequada. Por isso, justicafica-se que o curso seja dado em 2 módulos: básico e avançado

CARGA HORÁRIA

10 horas


PÚBLICO

Gestores das unidade de conservação federais que desejam criar ou aprimorar o programa de monitoramento da visitação.


COMPETÊNCIAS

Módulo 1: Saber aplicar conceitos básicos sobre o monitoramento da visitação, de forma a desenvolver ou aprimorar programas de monitoramento da visitação confiáveis, escalonados e integrados ao sistema de unidades federais.

Módulo 2: Saber aplicar conceitos avançados sobre o monitoramento da visitação, de forma a desenvolver ou aprimorar programas de monitoramento da visitação confiáveis, escalonados e integrados ao sistema de unidades federais.



PREVISÃO DE CRONOGRAMA DE TURMAS

Quantidade de Aprendizes local de realização Período do Curso
37 aprendizes Plataforma ZOOM30/06 e 01/07/2020


Última atualização: quinta, 19 Nov 2020, 17:17