Biblioteca

EFEITOS DE INCÊNDIOS FLORESTAIS SOBRE A ESTRUTURA DA FLORESTA EM BORDAS CRIADAS POR FOGO - Dissertação de Mestrado pela UESC

Descrição

RESUMO

Os incêndios florestais são uma das mais importantes ameaças às florestas tropicais, altos níveis de mortalidade na vegetação e, pondo em risco a biodiversidade. Estas florestas vêm enfrentando nas últimas décadas um aumento na intensidade e prevalência dos incêndios induzidos pelo Homem, associados a eventos de secas severas. O legado destes distúrbios são florestas com mudanças estruturais e composicionais que, em escala de paisagem, causam perda de habitat e fragmentação. Nas novas bordas criadas entre as áreas de floresta queimada e não queimada espera-se que a influência de borda e de floresta guiem as mudanças na vegetação, extendendo ainda mais os impactos do fogo. Embora bem estudado em muitas florestas tropicais, como a Amazônia, os impactos dos incêndios florestais nos remanescentes de Floresta Atlântica Brasileira são pouco avaliados, mesmo sendo um elemento comum. Para preencher estas lacunas no conhecimento foram avaliados atributos da estrutura florestal de oito bordas de fogo em três fragmentos de Floresta Atlântica Brasileira parcialmente queimados. Os resultados mostram níveis altos de mortalidade de árvores, arvoretas e lianas, com profundas mudanças na maior parte dos atributos estruturais avaliados. O alto contraste entre áreas queimadas e não queimadas prevaleceu nas análises de seleção de modelos, evidenciando uma incipiente influência de floresta e de borda na maioria dos atributos. Além disso, o Pteridium arachnoideum dominou o subbosque das parcelas queimadas, apontando para uma possível sucessão secundária retida. O quadro proporcionado por estas bordas de fogo sinaliza um alerta para esta ameaça subestimada nos remanescentes de Floresta Atlântica Brasileira.


ABSTRACT

Wildfires are one of the main threats to tropical forests, inducing high mortality levels of the vegetation and imperiling the biodiversity. These forests are being facing an increasing in intensity and prevalence of human-induced fires, associated with extreme droughts. The legacy of this disturbances are forests with structural and compositional changes that on landscape create habitat loss and fragmentation. On the newly created edges between burned and unburned stands, edge and forest influence are expected to drive the vegetation changes, extending further the impacts of fire. Although well studied in many tropical forests like the Amazon, wildfires impacts on Brazilian Atlantic Forest remnants are poorly evaluated, even being already a common element. To fulfill these gaps, forest structure attributes of eight fire-edges were evaluated in three fragments of Brazilian Atlantic Forests partially burned. The results show very high mortality levels of trees, saplings and lianas, with profound changes on most structural attributes evaluated. The high contrast between burned and unburned areas prevailed in model selection analyses, evidencing an incipient edge and forest influence on most attributes. Furthermore, Pteridium arachnoideum dominates the understory of burnt plots, pointing to a possible arrested secondary succession. The picture provided by these fire edges sign an alert to this underestimated threat in Brazilian Atlantic Forest remnants. 

Categoria
PESQUISA AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DA BIODIVERSIDADE
Tipo de publicação
Trabalho acadêmico (TCCs, dissertações, teses e trabalhos científicos apresentados em congressos e cursos)
Autores

GUSTAVO SOUZA CRUZ MENEZES; 

Orientador: Profª. Eliana Cazetta; Coorientador: Prof. Pavel Dodonov

Local da publicação
Ilhéus - BA
Nº da edição ou volume
Ano de Publicação
2018
Editora
UESC - Universidade Estadual de Santa Cruz