Biblioteca

CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE E MODOS DE VIDA SUSTENTÁVEIS NAS LAGOAS DO SUL DO BRASIL: a experiência de um plano de ação com enfoque territorial

Descrição

APRESENTAÇÃO

Gabriela Coelho-de-Souza

O livro ‘Conservação da biodiversidade e modos de vida sustentáveis nas lagoas do sul do Brasil’ é um convite ao leitor para adentrar na realidade de um território com uma larga trajetória ambiental e social, que abriga um conjunto expressivo de espécies nativas e histórias relacionadas às origens do povo que construiu sua identidade, convivendo com os ecossistemas marítimos, lacustres e lagunares nos biomas Mata Atlântica e Pampa. Como forma de valorizar esse entrelaçamento de territorialidades no sul do Brasil, o livro apresenta a experiência do primeiro Plano de Ação para espécies ameaçadas de extinção com enfoque territorial. Nesse território, que será apresentado na próxima seção, convivem ecossistemas nativos e antropizados com comunidades urbanas, incluindo uma capital e vários municípios rurais. Entre as comunidades rurais, destacam-se os pescadores artesanais, indígenas Guarani, comunidades remanescentes de quilombos e agricultores familiares, em especial imigrantes açorianos, alemães, poloneses, italianos e japoneses. Na atualidade, as atividades econômicas predominantes na região são o turismo, a geração de energia eólica, o extrativismo mineral de areia, argila e carvão, agricultura, pesca e aquicultura. Nessa região, além disso, destaca-se a produção de alimentos tradicionais, como farinhas de mandioca e rapaduras, a produção de cachaça, o manejo de produtos da sociobiodiversidade, como a juçara e o butiá, a produção de hortifruti, arroz e pecuária. Esse território apresenta uma extensa faixa litorânea que abriga grande parte dos veranistas dos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, imprimindo um fluxo sazonal com o qual, no período de verão, a população triplica. Como descrito pelo Atlas da Bacia Hidrográfica do Rio Tramandaí (ONG ANAMA, 2013) e pelo Atlas Socioambiental dos municípios de Cidreira, Balneário Pinhal e Palmares (UCS, 2013), essa região, constituída por um colar de lagoas, caracteriza-se por grande diversidade de ecossistemas e alta importância biológica embora apresente extrema fragilidade ambiental. Os ecossistemas das lagoas, dos banhados, dunas, campos, restingas e florestas têm sido convertidos e ou degradados, o que coloca as espécies nativas em diferentes graus de ameaça de extinção. Ao mesmo tempo, esses ecossistemas e sua biodiversidade, característicos da região costeira do sul do Brasil, são responsáveis pela produção de serviços ecossistêmicos importantes regional e globalmente, como o abastecimento de água, a produção de alimentos e de espécies úteis, a conservação dos solos, a regulação hídrica e climática, entre outras.

Categoria
PESQUISA AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DA BIODIVERSIDADE
Tipo de publicação
Livro
Autores

Organização

Gabriela Coelho-de-Souza Loyvana Carolina Perucchi Paulo Roberto Pagliosa Alves Dilton de Castro Rodrigo Rodrigues de Freitas

Autores Adalto Bianchini Alessandra Larissa D’Oliveira Fonseca Alexandre Krob Aline Kellerman Cecília Nin Cindy Tavares Barreto Cleber Palma Silva Daniel Vilasboas Slomp Davi Chemello Dayse Aparecida dos Santos Rocha Deisiane Delfino Dilton de Castro Fabiana Jacomel Gabriela Coelho-de-Souza Ícaro Aronovich da Cunha Jaqueline Durigon Joana Braun Bassi Joseane dos Santos Kamila Debian Leonardo Marques Urruth Letícia Casarotto Troian Lilian Wetzel Márcia Londero Margarete Sponchiado Maria Aparecida Ferreira Mariana Oliveira Ramos Maya Ribeiro Baggio Paulo Roberto Pagliosa Alves Rafaela Printes Raquel Preto Rodrigo Rodrigues de Freitas Ronaldo Cataldo Costa Ronaldo Costa Rosa Lia Barbieri Tatiana Silva da Silva Vinícius Ramos Walter Steenbock Elaboração dos Mapas Natany Meregalli Schreiber

Local da publicação
Porto Alegre, RS
Nº da edição ou volume
Ano de Publicação
2020
Editora
UFRGS / PGDR - Universidade Federal do Rio Grande do Sul