Biblioteca


        
 
Título
Categoria Tipo de publicação
Descrição Autores


PROPOSTA DE PROCEDIMENTO METODOLÓGICO PARA AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE RELEVÂNCIA DE CAVIDADES NATURAIS SUBTERRÂNEAS - PROPOSAL OF A METHODOLOGICAL PROCEDURE TO EVALUATE THE LEVEL OF RELEVANCE TO CAVES

RESUMO

A avaliação do nível de relevância das cavidades naturais subterrâneas exige a adoção de critérios e procedimentos metodológicos que sejam claros, favoreçam minimamente a caracterização das cavidades e permitam a compreensão da lógica de sua aplicação, o seu aperfeiçoamento permanente e as adaptações que se fazem necessárias às mais diferentes condições ambientais em que as cavidades se distribuem. O método proposto baseia-se em avaliações temáticas variadas, onde os principais temas afetos às cavidades são abordados e igualmente considerados numa modelagem matemática simplificada e baseada na integração de dados com apoio da técnica de apoio à decisão AHP – Analytic Hierarchy Process.

Palavras chave: caverna, critério de relevância, modelagem.

PROPOSAL OF A METHODOLOGICAL PROCEDURE TO EVALUATE THE LEVEL OF RELEVANCE TO CAVES

ABSTRACT

The evaluation of the relevance of natural subterranean cavities (caves) requires the application of some criteria and methodological procedures that lead to the correct characterization of the caves. These procedures have to be comprehensible and constantly improved to better suit the different environmental conditions in which the caves lie. The proposed method is based on thematic assessments in which the main themes related to caves are analyzed and equally evaluated, using a simplified mathematic modelling, based on data integration with the aid of the AHP – Analytic Hierarchy Process technique.

Keywords: Cave, relevance, modelling.

REVISTA BRASILEIRA DE ESPELEOLOGIA

Ano de Publicação: 2013

APLICAÇÃO DO ÍNDICE PARA AVALIAÇÃO DE SEGMENTAÇÃO (IAVAS) NO MAPEAMENTO DE USO DO SOLO E COBERTURA VEGETAL - APPLICATIONS INDEX FOR ASSESSMENT OF SEGMENTATION (IAVAS) THE MAPPING OF LAND USE AND VEGETATION COVER

RESUMO

Esse trabalho utiliza o Índice para Avaliação de Segmentação (IAVAS), para reduzir a subjetividade na definição dos parâmetros de Similaridade (S) e Área (A), na classificação do uso do solo a partir de dados de imagens Landsat. Com foco na proteção do Patrimônio Espeleológico a classificação visa orientar ações de conservação e o manejo adequado dessas áreas, com destaque àquelas em que a ocupação humana vem aumentando de forma considerável e que os danos ambientais podem ser irreversíveis. A área de estudo compreende a região situada entre o Parque Nacional Cavernas do Peruaçu e a cidade de Montes Claros, inserida na bacia hidrográfica do rio São Francisco e já utilizada em estudos anteriores.

Palavras-chave: Patrimônio espeleológico; IAVAS; Proteção e manejo, Bacia Hidrográfica do rio São Francisco; Uso do Solo e Cobertura Vegetal.


ABSTRACT

This work uses the Index for Evaluation of Segmentation (IAVAS), to reduce the subjectivity in defining the parameters of Similarity (S) and Area (A), on the classification of land use from Landsat data. Focusing on protection of the Speleological Heritage the image classification aims to guide conservation actions and appropriate management of these areas, especially those in which human occupation has increased significantly and where environmental damage can be irreversible. The study area comprises the region lying between the Peruaçu Caverns National Park and the city of Montes Claros, inserted in the basin of the São Francisco River and already used in previous studies.

Keyword: Heritage speleological; IAVAS; Protection and management; São Francisco River Drainage Basin; Land Use and Land Cover.


Ano de Publicação: 2013

TRANSITORY AQUATIC TAXOCENOSIS IN TWO NEOTROPICAL LIMESTONE CAVES

Resumo: Nos ambientes cársticos, áreas de recarga hídrica são caracterizadas por feições externas, que capturam e veiculam as águas superficiais para compartimentos subterrâneos. O presente estudo teve como objetivo avaliar os efeitos das flutuações naturais de curto prazo no nível da água na composição e abundância das taxocenoses zooplanctônicas e ictiofauna no interior de duas cavernas calcárias. A água da chuva é filtrada através do exocarste acima das cavernas e goteja pelos espeleotemas. Além disso, pode ser também canalizada por meio de enxurradas, inundando parcialmente o piso das cavernas e misturando-se à água do lençol freático. Nas enxurradas são transportadas argila, troncos, folhas e fezes bovinas que se acumulam no piso das cavernas. Foram encontrados 3 grupos de invertebrados zooplanctônicos (Copepoda, Protozoa e Rotifera) e 3 táxons bentônicos/nectônicos (Annelida, Culicidae e Hyalella sp.), além de onze espécies de peixes (Characiformes e Siluriformes). Os eventos de inundação permitem que espécies de peixes e do zooplâncton oriundas do ambiente epígeo, tenham acesso e explorem locais inacessíveis da caverna durante a estação seca do ano. Ao final das estações chuvosas, aqueles organismos aprisionados em corpos de água temporários morrem e podem servir de recurso alimentar para outras espécies terrestres.

Palavras chave: Riqueza, composição de espécies, taxocenoses, espécies transitórias, cavernas.

Abstract: In karstic environments, water recharge areas are characterized by external features that capture and convey the surface water to subterranean compartments. The objective of the present study was to evaluate the effects of the short term natural water level fluctuations on the composition and abundance of the zooplankton and ichthyofauna inside two limestone caves. Zooplankton was sampled with filterings nets (120μm) and fish, with trawl nets, gillnets, wicker trap and hand nets. In both caves the rainwater is filtered through the exokarst directly above the caves and drips from speleothems. It can also come in flash floods, be filtered by the soil, or come through dolines, partially flooding the floors of the caves on its way to supply the water table. Through flooding clay, trunks, leaves and bovine feces are transported that accumulate on the floor of the caves. Three groups of invertebrate zooplankton were found in the two caves (Copepoda, Protozoa and Rotifera) and 3 benthic/nektonic taxa (Annelida, Culicidae and Hyalella sp.). Eleven species of fish were captured in Characiforms (Astyanax sp, Astyanax bimaculatus, Astyanax fasciatus, Serrapinus heterodon, Cheirodon piaba, Cyphocharax gilberi, Hyphessobrycon santae, Characidium lagosantense, Hoplias malabaricus) and Siluriforms (Rhandia quelen and Hoplosternum littorale). The flood events in the two caves, caused by the water table level increase and flash floods during the rainy period allow fish and zooplankton species, originating from the epigean environment, to have access and explore areas in the cave that are inaccessible during the dry season. At the end of the rainy season those organisms trapped in temporary bodies of water die and can serve as a food resource for other terrestrial species.

Keywords: Richness, species composition, taxocenosis, transitional species, caves.

Ano de Publicação: 2012

AS RELAÇÕES ESPACIAIS ENTRE OS DADOS DE LOCALIZAÇÃO DE CAVERNAS E AS OTTOBACIAS - BASE HIDROGRÁFICA GEOCODIFICADA DO BRASIL - SPATIAL RELATIONSHIP BETWEEN CAVE LOCATION AND THE OTTOBACIAS DA-TA – THE BRAZILIAN GEOCODED HIDROGRAPHIC DATABASE

RESUMO

A presença de cavernas ou cavidades naturais subterrâneas deve ser significativamente considerada na execução das diversas políticas públicas nacionais, com destaque àquelas diretamente relaciona-das aos recursos naturais. A codificação de bacias hidrográficas segundo o método desenvolvido por Otto Pfastatter, utilizada na implementação da Política Nacional dos Recursos Hídricos, impri-me a necessidade de serem realizadas análises e avaliações relativas à presença das cavernas nas unidades de gestão e planejamento adotadas. Dessa forma, as Ottobacias, nível seis, unidades espa-ciais de maior detalhamento, são consideradas e avaliadas quanto à presença de cavidades naturais subterrâneas, destacando-se aquelas unidades que apresentam maior quantidade e/ou densidade de feições representativas do patrimônio espeleológico nacional.

Palavras-chave – Caverna, Ottobacia, prospecção espeleológica, Base de dados, geoespacialização.

SPATIAL RELATIONSHIP BETWEEN CAVE LOCATION AND THE OTTOBACIAS DA-TA – THE BRAZILIAN GEOCODED HIDROGRAPHIC DATABASE

ABSTRACT

Caves or natural underground cavities should be significantly considered for the implementation of several national public policies, especially those directly related to the natural resources. The water-shed codification, according to the method developed by Otto Pfastatter, used in the implementation of the National Water Resources Policy, emphasizes the need of analysis and evaluation for the presence of these caves at the adopted units of management and planning. Thus, Ottobacias, level six, which are more detailed spatial units, are considered and evaluated for the presence of natural underground cavities, especially those units that have great amounts and/or densities of representa-tive features of the national speleological.

Keywords -. Cave, Ottobacia, speleological exploration, Database, geospatialization.


Ano de Publicação: 2012

DETERMINANTS ON THE STRUCTURE OF AN AQUATIC INVERTEBRATE COMMUNITY IN A NEOTROPICAL LIMESTONE CAVE

ABSTRACT

Caves are commonly stable environments and hold a unique biodiversity.The importance of water as a vehicle of food resource input and as the habitat of many aquatic organisms is well known. This importance is even greater in subterranean ecosystems. However, there is a lack of studies concerning the subterranean aquatic invertebrate fauna in Brazil. The objective of this study was to characterize the aquatic environment and fauna of a limestone cave located in the state of Minas Gerais (Southeastern Brazil). The relations between the benthic invertebrate fauna and the aquatic environmental characteristics were also analyzed. All the data was obtained in a single sampling event in the rainy season. The stream was divided in 8 sampling stations in a limestone cave “Gruta do Retiro” (Brazil). The diversity (Shannon Index) and similarity (Bray-Curtis) among the stations were analyzed, as well as the aquatic fauna and its relation with environmental variables. The physical-chemical characteristics analyzed were: temperature, dissolved oxygen, electric conductivity, pH, velocity of water flow and percentage of organic matter present in the sediment. To evaluate the influence of the abiotic data over the richness of invertebrates, a non-parametric test (Spearman) was performed. A total of 4,490 organisms distributed among the Arthropoda, Annelida, Mollusca, Nematoda and Platyhelminthes taxa were identified. The Arthropoda was the most representative taxa with species from the Insecta, Arachnida and Crustacea groups. Dissolved oxygen, temperature and electric conductivity presented significant relation with the distribution of some aquatic organisms.

Keywords: cave, benthic fauna, aquatic invertebrates, Pains, Brazil.

1. INTRODUCTION

Caves may be formed in an array of lithologies. The distinguish characteristics of each rock type may lead to different environmental features. Most of the known caves are formed in carbonatic rocks due to their high solubility and exposure to water flows (Ginés and Ginés 1992; Gillieson 1996). The chemical nature of the rock where a cave is formed promotes different environmental characteristics on the aquatic system. The alkaline nature of carbonate rocks in karst areas may cause hardness of underground freshwater.

The hardness observed in karstic watersheds is usually caused by the high levels of dissolved CaCO3 in these areas through dissolution of the carbonate rocks (Zhang et al 2000). The precipitation of calcite may occur through natural processes of water softening, such as enhancement of velocity of water flow and outgassing of CO2 at the surface.


Ano de Publicação: 2012

BIODIVERSIDADE EM SEIS CAVERNAS NO PARQUE ESTADUAL DO SUMIDOURO (LAGOA SANTA, MG). - Biodiversity in six caves in Parque Estadual do Sumidouro (Lagoa Santa, MG).

RESUMO

O presente trabalho apresenta dados referentes à composição, riqueza, abundância, diversidade, dominância e similaridade em seis cavernas localizadas no Parque Estadual do Sumidouro, município de Lagoa Santa – MG. Foram observados 9051 indivíduos distribuídos em 175 morfoespécies pertencentes a pelo menos 87 famílias. A Gruta Túneis/Macumba apresentou a maior riqueza (78 espécies), seguida de Lapinha (75 espécies). A ordem que apresentou a maior riqueza foi Araneae (34 espécies) seguida de Diptera (32 espécies), contrastando com a ordem Neuroptera, que apresentou apenas uma espécie. Foram encontradas 2 espécies com características troglomórficas: Trichorhina sp. (Isopoda: Plathyartridae) ocorrendo na Gruta de Lapinha, Pacas e Helictites, e o ácaro Labidostomatidae (Acariforme), que foi encontrado somente na gruta da Lapinha. Este último requer atenção especial, dada sua distribuição restrita e população extremamente reduzida no interior da caverna, que possui visitação turística.

Palavras chave: Cavernas, Lagoa Santa, invertebrados subterrâneos

Biodiversity in six caves in Parque Estadual do Sumidouro (Lagoa Santa, MG).

ABSTRACT

This work presents data on richness, abundance, diversity, dominance and similarity from six limestone caves located in the Parque Estadual do Sumidouro, Lagoa Santa municipality, Minas Gerais state, Brasil. A total of 9051 individuals from 175 morphospecies and 87 families were observed in those caves. Túneis/Macumba cave presented the highest richness (78 morphospecies), followed by Lapinha cave (75 species) and Macumba (46 morphospecies). The richest order was Araneae (34 morphospecies) followed by Diptera (32 morphospecies), contrasting with Neuroptera, with only one morphospecie. We found two morphospecies with troglomorphic traits: Trichorhina sp. (Isopoda: Plathyartridae) from Lapinha, Pacas and Helictites caves, and a Labidostomatidae mite (Acariforme), only found in Lapinha cave. The latter deserves special attention, due to its restricted distribution and low densities inside the cave, which is a show cave.

Keywords: Caves, Lagoa Santa, Invertebrates, management

Ano de Publicação: 2012

BREVE DESCRIÇÃO DO PATRIMÔNIO ESPELEOLÓGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO DESIDÉRIO – BA - A BRIEF DESCRIPTION OF THE SPELEOLOGICAL HERITAGE OF SÃO DESIDÉRIO – BAHIA, BRAZIL

Resumo – A área de São Desidério é tema de diversas discussões técnicas e políticas. Seu carste congrega um patrimônio espeleológico bastante rico em feições inusitadas e apresenta significativa contribuição à dinâmica hídrica da bacia do Rio São Francisco. Apesar disso, ainda não foi suficientemente estudado e sofre com o avanço e a intensificação de atividades produtivas diversas. Grandes galerias, salões e lagos subterrâneos, concentração de espeleotemas raros, sumidouros e ressurgências peculiares, atípicas variações cíclicas do nível da água e um extenso rio subterrâneo são algumas de suas características mais relevantes, porém criticamente ameaçadas pelas atividades agropecuárias e obras de infraestrutura que lhes dão suporte.

Palavras-chave – Patrimônio espeleológico; São Desidério - BA; Conservação.

A BRIEF DESCRIPTION OF THE SPELEOLOGICAL HERITAGE OF

SÃO DESIDÉRIO – BAHIA, BRAZIL

Abstract - The locality of São Desidério (Western Bahia State - Brazil) is the subject of several technical and political discussions. Its karst congregates a rich speleological heritage with many peculiar features and a significant relationship with the hydrologic dynamics of the São Francisco River Basin. Nevertheless, the area remains poorly studied and suffers the impact of expanding economic activities. Large galleries, chambers and subterranean lakes, rare speleothemes, unusual sinking streams and springs, siphons, atypical cyclic variations of the water level and a long subterranean river are some of the most important characteristics of this karst area, which are critically threatened by agriculture and the infrastructure necessary to its development.

Keywords - Speleological heritage; São Desidério - Bahia; Conservation.


Ano de Publicação: 2012

ELABORAÇÃO DE MAPAS DE VULNERABILIDADE NATURAL À EROSÃO COMO SUBSÍDIO AO ZONEAMENTO AMBIENTAL EM BACIAS HIDROGRÁFICAS COM O USO DE GEOPROCESSAMENTO - MAPPING OF EROSION VULNERABILITY AS SUBSIDY TO ZONING IN ENVIRONMENTAL CATCHMENT AREAS WITH THE USE OF GEOPROCESSING

RESUMO

As metodologias de Zoneamento Ecológico–Econômico - ZEE do IBGE (1994) e do INPE (1996), são derivadas do estudo da dinâmica da paisagem, que qualifica e quantifica as unidades de paisagem, em termos da vulnerabilidade natural à erosão. A integração de parâmetros físicos como a geologia, o relevo, o clima, os solos e a vegetação, e atribuindo-lhes graus de vulnerabilidade, a aplicação das metodologias expressa os valores de estabilidade dos terrenos com relação à atuação de processos de morfogênese/pedogênese de TRICART (1977). Com a utilização dessas duas metodologias em um ambiente computacional e ferramentas de Geoprocessamento foi possível realizar a entrada, a manipulação e a análise das informações temáticas da bacia hidrográfica do Rio Maranhão no Distrito Federal. Os resultados obtidos foram bastante significativos e refletem o estado da paisagem da área da bacia, alem do comportamento dinâmico do ecossistema; de modo que foi possível observar que a maior parte da bacia, 71,61%, foram consideradas áreas altamente instáveis ambientalmente e muito vulneráveis aos processos erosivos naturais, seguidas por áreas moderadamente estáveis/vulneráveis, com 20,22% e 8,17%, correspondendo às áreas aptas a qualquer tipo de uso, ou seja, áreas totalmente estáveis ambientalmente. A área total mapeada corresponde a 76.813,791 hectares.

Palavras-chave: geoprocessamento, zoneamento ambiental, recursos hídricos.


ABSTRACT

The Ecologic-Economic Zoning Metlhodologies developed by IBGE (1994) and INPE (1996) derive from dynamic landscape surveys that qualifies and quantifies landscape acording to its natural vulnerability to erosion. The Integration of physical parameters such as geology, landscape, climate, soil, and vegetation, infering them grades of vulnerability, expresses the estability of the terrain according to TRICART’s (1997) mophogenetic and pedogenetic processes. Using the above methodologies and geoprocessing tools within a computer environment enabled the input, manipulation, and analysis of thematic data of the Maranhão River basin in the Federal District. The results achieved were very significant, reflecting the state of the landscape of the basin and also the dynamic behaviour of the ecossystem. The majority of the area of the basin (71,61%) was classified as unstable environmentaly and highly susceptible to natural erosive processes, 20,22% is moderately stable/vulnerable, and 8,17% is suitable for any type of landuse, i.e., it is environmentaly stable. The Maranhão River basin comprises an area of 76,813. 791 hectares.

Keywords: geoprocessing, environmental zoning, water resources.

Ano de Publicação: 2010

DISTRIBUIÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DAS CAVERNAS BRASILEIRAS SEGUNDO A BASE DE DADOS DO CECAV DISTRIBUTION AND CHARACTERIZATION OF BRAZILIAN CAVES ACCORDING TO CECAV DATABASE

Resumo

Esse trabalho objetiva detalhar a distribuição espacial das cavernas brasileiras, cadastradas na Base de Dados do Centro Nacional de Pesquisas e Conservação de Cavernas – CECAV, em relação aos mapas temáticos de bacias hidrográficas, biomas, solos, geomorfologia, geologia, potencial de ocorrência de cavernas e uso do solo e cobertura vegetal. As relações entre esses temas ficam claras quando se pensa, por exemplo, que as cavernas se formam com a dissolução das rochas; que a declividade do terreno aumenta ou reduz o armazenamento de água na superfície; que o solo pode agir como filtro na contaminação das águas subterrâneas; ou que a cobertura vegetal serve de proteção ao solo favorecendo ou não a penetração da água. Para o cruzamento, foram utilizados dados de 15 de janeiro de 2015, com 14.189 cavernas registradas. Através do cruzamento desses dados, obtiveram-se vários resultados, entre eles, que 66% das cavernas estão localizadas na bacia do São Francisco e do Tocantins; 52% no bioma Cerrado; 56% nas áreas de potencialidade de ocorrência de cavernas de grau “Muito Alto”; 51% localizadas em áreas de vegetação alterada; e 67% dentro de unidades de conservação, de uso sustentável. Há necessidade de se realizar mais estudos para subsidiar a criação de políticas públicas de conservação do Patrimônio Espeleológico. Tais estudos não devem adotar práticas de conservação concentrados na visão de cavidades subterrâneas como unidades individuais, mas sim, considerar o contexto ambiental e social na qual estão inseridas.

Palavras-chave: Cavernas; Banco de dados CECAV; Patrimônio espeleológico.

Abstract

The study aims to detail the spatial distribution of Brazilian caves registered in the National Center for Research and conservation of Caves – CECAV's database in relation to thematic maps of watersheds, biomes, soils, geomorphology, geology, potential for occurrence of caves, land use and vegetation cover. The relationships among these themes are clear when one thinks, for example, that the caves are formed with the dissolution of the rocks, the slope of the terrain increases or reduces the storage of water on the surface, the soil can act as a filter on groundwater contamination, or that the vegetation cover soil protection serves favoring or not water penetration. It was used the data from January 15, 2015, containing 14.189 registered caves. By crossing this data, this led to several results, including, for example, that 66% of the caves are located in the basin of San Francisco and of Tocantins 52% in the Cerrado biome; 56% are in the areas of potential occurrence of caves of degree "too high"; 51% located in areas of altered vegetation; and 67% within conservation units, sustainable use. It is needed to conduct further studies to support the creation of public policies for Speleological Heritage conservation. Such studies should not adopt conservation practices focused only in the vision of caves as individual units, but rather, consider the environmental and social context in which they are inserted.

Keywords: Caves; Database; Speleological heritage

Ano de Publicação: 2014

FAUNA SUBTERRÂNEA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: CARACTERIZAÇÃO E IMPACTOS

RESUMO Estudos referentes à fauna das cavernas do nordeste brasileiro ainda são escassos. Boa parte do conhecimento acerca da fauna hipógea brasileira provém de estudos realizados na região sudeste. Deste modo, neste trabalho são apresentados dados sobre a riqueza de espécies, estrutura das comunidades, além da relevância biológica de algumas cavernas presentes no estado do Rio Grande do Norte. Nas 17 cavernas inventariadas foram encontrados invertebrados pertencentes a pelo menos 36 ordens e 91 famílias, além de 3 espécies de peixes e 8 espécies de morcegos. Dentre as espécies encontradas, 23 apresentam caracteres troglomórficos. Além disso, algumas das espécies troglóbias evidenciadas representam relictos de grupos originalmente oceânicos, sendo, desta forma, testemunhos das introgressões e regressões oceânicas ocorridas no passado da área. Tendo em vista o cenário bioespeleológico encontrado nas cavernas é importante que ações de manejo e conservação sejam implementadas na região, para que o frágil patrimônio espeleológico e biológico venham a ser preservados.

Palavras-chave: cavernas, invertebrados, conservação, Rio Grande do Norte.

SUBTERRANEAN FAUNA OF THE STATE OF RIO GRANDE DO NORTE: CHARACTERIZATION AND IMPACTS

ABSTRACT There is a lack of studies concerning the cave fauna in Northeastern Brazil. The information related to Brazilian cave fauna was mainly provided by studies performed in the Southeast region of the country. The aim of this study is to provide data related to the richness, structure of communities, and biological relevance of some caves located in the state of Rio Grande do Norte. A total of 91 families of invertebrates, distributed among 36 orders, were sampled from 17 caves. It was also observed 3 species of fish and 8 species of bat in these caves. From the sampled organisms, 23 presented troglomorphic traits. Some of the troglobites (cave dwelling) are relicts of previous oceanic sea life, therefore, being evidence of oceanic introgressions and regressions that occurred in the past of the area. Since the area is extremely important in the national speleological context, conservation strategies must be defined to protect the caves and their life.

Key words: caves, invertebrates, conservation, Rio Grande do Norte.


INTRODUÇÃO

O termo ―caatinga‖ é de origem Tupi e significa ―mata branca‖, referindo-se ao aspecto da vegetação durante a estação seca, quando a maioria das árvores perde as folhas e os troncos esbranquiçados e brilhantes dominam a paisagem (PRADO, 2003). Caatinga é um complexo vegetacional no qual dominam dois tipos de vegetação: um constituído de arvoretas e arbustos decíduos durante a seca e freqüentemente armados de espinhos (acúleos), e outro de cactáceas, bromeliáceas e ervas quase todas anuais (LEAL et al 2005, RIZZINI 1976). Trata-se de uma região seca, muito quente, de posição subequatorial e dotada de acentuada intermitência sazonal. A caatinga ocupa uma área aproximada de 734.478 km2, cerca de 9,92% do território nacional e é o único bioma exclusivamente brasileiro. Isso significa que grande parte do patrimônio biológico dessa região não é encontrada em outro lugar do mundo exceto no nordeste do Brasil (SILVA et al., 2004).

A grande heterogeneidade ambiental do bioma Caatinga e a singularidade de certos ambientes permitem prever que a fauna de invertebrados deste bioma seja riquíssima, com várias espécies endêmicas. Entretanto, o aspecto mais relevante na análise dos poucos dados existentes sobre invertebrados da Caatinga é o conhecimento insuficiente. Há, portanto, uma necessidade urgente de melhorar significativamente o conhecimento sobre os invertebrados desse bioma, principalmente ao se considerar a atual tendência mundial na escolha deste grupo de organismos como indicadores de qualidade ambiental (SILVA et al., 2004).

A Caatinga é hoje considerada um dos biomas brasileiros mais alterados pelas atividades humanas, sendo que 68% de sua área está sob alguma influência antrópica. As causas das modificações são múltiplas e complexas, como a exploração de madeira para combustível e a substituição da vegetação nativa por práticas agrícolas inapropriadas (SILVA et al., 2004). O principal problema para a conservação da Caatinga é que as áreas não impactadas não formam uma mancha única, estando divididas em 1.043 ilhas de vegetação, sendo que apenas 172 delas têm áreas com mais de 10 quilômetros de largura (GERAQUE, 2007). Além de todas as características mencionadas, a caatinga abriga as maiores cavernas do país. Das 30 maiores cavernas brasileiras ,já reconhecidas, 14 encontram-se nos domínios desse bioma (AULER et al., 2001).

O ambiente cavernícola apresenta algumas características bastante peculiares, isso quando comparado ao ambiente epígeo. Dentre estas características podemos citar a ausência permanente de luz e a tendência na estabilidade das condições ambientais, tais como temperatura e umidade (CULVER, 1982).

A ausência permanente de luz no interior das cavernas impossibilita a ocorrência de organismos fotossintetizantes. Dessa forma, na maioria das cavernas, os recursos alimentares disponíveis para fauna residente têm de origem alóctone (CULVER, 1982; SOUZA-SILVA, 2003). Sendo a entrada destes recursos feita especialmente pela importação promovida por rios, enxurradas, cursos d’água ou por águas que percolam pelo teto ou paredes e através de aberturas ou fraturas que eventualmente existam nas cavernas (GILBERT et al, 1994). Além disto, animais que habitualmente utilizam as cavernas como abrigos ou penetram acidentalmente e

REVISTA BRASILEIRA DE ESPELEOLOGIA - RBE

27

Revista Brasileira de Espeleologia, Volume 1 – Número 1 – Ano 2010

morrem nestes ambientes, podem ter seus cadáveres utilizados como recursos alimentares por outros organismos (FERREIRA, 2005).

A pequena disponibilidade de recursos nas cavernas é um fator limitante ao estabelecimento de inúmeras espécies nos ecossistemas subterrâneos (CULVER, 1982). De forma geral, as cavernas são comumente caracterizadas como ambientes que tem tendência ao oligotrofismo, já que, geralmente, as vias de importação não costumam ser suficientemente eficientes e tendem a não transportar grandes quantidades de recursos. Deste modo, os organismos que vivem no meio hipógeo devem apresentar adaptações morfológicas, fisiológicas e comportamentais, geralmente ligadas às limitações físicas e à escassa disponibilidade alimentos (CULVER, 1982).

Uma vez que as cavernas são ambientes conectados (em maior ou menor grau) aos sistemas externos, as interferências sobre o meio físico decorrente de fenômenos naturais ou da ação antrópica refletem-se diretamente sobre as cavernas. A desestruturação dos sistemas cavernícolas, por sua vez, pode causar várias modificações no sistema externo, acentuando ainda mais o estado de desequilíbrio de um dado ecossistema. Como exemplo, pode-se citar enchentes (LISOWISKI & POULSON, 1981; LEWIS, 1982) ou mesmo a diminuição da água em drenagens hipógeas (ELLIOT, 1981).

A fauna cavernícola brasileira começou a ser melhor estudada a partir da década de 80, principalmente em cavernas calcárias e localizadas nos estados de São Paulo, Goiás, Bahia, Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso, além de um pequeno número de cavidades no Ceará (DESSEN et al., 1980, PINTO–DA-ROCHA, 1995). No entanto, poucos estudos ecológicos foram realizados, sendo a maioria estudos zoológicos e simples levantamentos faunísticos (DESSEN et al., 1980; FERREIRA & HORTA, 2001). Estudos relativos à fauna cavernícola da Caatinga são restritos ao estado da Bahia (TRAJANO, 1987; FERREIRA, 1998; FERREIRA & MARTINS, 1998; FERREIRA, 2004). Em relação à fauna das cavernas do Rio Grande do Norte, quase nada é conhecido (KRAMER, 2008).

O conhecimento da biota cavernícola na Caatinga ainda é incipiente. Assim, estudos de identificação dos grupos e características ecológicas das cavernas são primordiais para o planejamento de ações de conservação destes ambientes na Caatinga.

Assim, este estudo teve como objetivos levantar as características biológicas, tróficas, físicas e de uso antrópico de algumas cavernas calcárias do Rio Grande do Norte, com a finalidade de inventariar as espécies de invertebrados, promover a caracterização trófica das mesmas e construir sugestões emergenciais de uso futuro das cavernas. Para tanto, pretendeu-se:

1. Identificar os taxa associados a algumas cavernas do Rio Grande do Norte;

2. Verificar a presença e status populacional de espécies subterrâneas ameaçadas de extinção ou endêmicas;

3. Identificar as principais ameaças antrópicas impostas às comunidades cavernícolas estudadas.


Ano de Publicação: 2010