Biblioteca


        
 
Título
Categoria Tipo de publicação
Descrição Autores


Política de Comunicação do ICMBio: Contribuições da Ecologia Profunda

O presente estudo teve como objetivo traçar uma análise acerca da comunicação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) - autarquia em regime especial vinculada ao Poder Executivo criada em 28 de agosto de 2007. Dentro desse objetivo o estudo buscou, portanto, traçar diretrizes iniciais que fundamentem a construção de uma Política de Comunicação para o Instituto Chico Mendes – considerada vital para a disseminação de suas ações junto aos diferentes públicos de interação. O trabalho envolveu, além da análise teórica comparada, a análise das respostas de 255 servidores e terceirizados acerca da Comunicação do ICMBio. O trabalho buscou as contribuições da teoria da Ecologia Profunda para o que se deseja de ideal no processo de gestão de áreas protegidas no Brasil e fundamentalmente de conservação da biodiversidade existente nessas áreas, revelando que ainda falta um longo processo para que o ICMBio se comunique melhor com seus públicos-alvo, levando a agenda da conservação da biodiversidade (existente nas áreas protegidas instituídas pela União) para dentro da vida das pessoas que vivem ao seu redor. Para isso verificou-se como historicamente essa comunicação do ICMBio se deu com seus públicos, como ela se dá atualmente e em que aspectos as teorias do decrescimento econômico e da ecologia profunda podem ajudar o ICMBio. Entre os resultados podemos destacar o fato dos participantes da pesquisa desconhecerem, em sua amplitude, o real papel da comunicação de uma instituição pública, como é o caso desta instituição governamental.

Ano de Publicação: 2014

Pequenos Sistemas de abastecimento de água no meio rural: estudo de caso de três comunidades rurais

No nosso mundo contemporâneo podemos considerar como um dos principais problemas enfrentados pela população brasileira, a falta de saneamento e a qualidade da água para consumo humano, principalmente no meio rural, onde não são oferecidos controles permanentes e eficazes relativos à potabilidade da água oferecida à população. Uma mudança de comportamento, no que concerne à gestão dos recursos hídricos por parte do poder público, muitas vezes só ocorre quando os problemas de saúde nas comunidades tomam proporções de grande significado, ou seja, surtos de doenças de veiculação hídrica. Este trabalho demonstra a situação existente dos Pequenos Sistemas de Abastecimento de água (PSA) de três comunidades rurais, através de uma análise qualitativa preliminar do estado de conservação das sub-bacias hidrográficas, assim como, da infraestrutura que compõe estes sistemas e a forma de como são operados.

Ano de Publicação: 2011

Avaliação do conforto térmico da sede administrativa do Parque Nacional do Pau Brasil no sul da Bahia

As unidades de conservação são áreas instituídas pelo poder público com fins de preservação da natureza e garantia de vida para as futuras gerações. Estas áreas necessitam de estruturas para o recebimento de público e efetividade de gestão. Neste contexto, este trabalho tem como objetivo fazer um estudo de caso do conforto térmico da sede administrativa do Parque Nacional do Pau Brasil, localizado no sul da Bahia, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Natureza-ICMBIO. O estudo apresenta dados do período de verão, comparando-o com os parâmetros estabelecidos pela Norma ISO 7730 de 1994. Os dados foram coletados da estrutura em equipamentos anteriormente adquiridos pela Instituição, sendo os valores principais extraídos do meio da estação do ano. Com base nestes dados, foram feitos cálculos, pesquisa de campo e avaliações do conforto térmico analisando-se as variáveis ambientais e pessoais. Os resultados obtidos confirmam que o ambiente para o período observado se torna termicamente inadequado, evidenciando relação com a pesquisa verbal amostrada pela percentagem de pessoas insatisfeitas superior a 10% e cálculos dos dados analisados. O estudo apresenta possibilidades de melhoria do conforto térmico conforme a NBR 15.220-3/2003 e demonstra há necessidade de implantação de sistemas de conforto térmico servindo como base para confirmações e projetos futuros.

Palavras Chave: Unidade de Conservação. Gestão. Conforto Térmico

Ano de Publicação: 2015

A importância da capacitação do pregoeiro para a economia da Administração Pública

A capacitação do servidor público tem adquirido atualmente grande importância, em uma realidade cada vez mais automatizada e requer das pessoas novas abordagens profissionais, exigindo-se novas competências. Este trabalho tem por objetivo mostrar a importância da capacitação do servidor, destacando-se o pregoeiro. Foi realizada uma pesquisa com alguns servidores que atuam nesta área e todos foram unânimes em dizer que a capacitação é um fator primordial para que possam desenvolver suas atividades com segurança. Os dados coletados na pesquisa demonstram a necessidade constante de aprimoramento, a fim de que se possa desenvolver as atividades com mais eficiência, eficácia e desta forma, trazer mais economia para os cofres públicos. Foi identificada a necessidade da criação de uma gratificação para os servidores públicos que desempenham a função de pregoeiro.

Palavras-Chave: Capacitação, Eficácia, Gratificação, Servidor Público Pregoeiro.

Ano de Publicação: 2012

Impacto do primeiro ciclo de capacitação em Gestão Participativa no Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade

O presente estudo tem por objetivo analisar os efeitos específicos de um evento de capacitação, o I Ciclo de Capacitação em Gestão Participativa - CCGP, verificando empiricamente, a classe de preditores de impacto em profundidade na perspectiva do efeito do treinamento no desempenho do indivíduo, em termos de aplicação efetiva da aprendizagem adquirida no ambiente do trabalho. A importância deste trabalho para o ICMBio possui suas bases na necessidade em se avaliar o impacto das ações de treinamento no trabalho, e é reforçado pela inexistência, atualmente, de dados qualificados que demonstrem os resultados tangíveis das ações de treinamento e desenvolvimento. A literatura aponta a etapa de avaliação de treinamento como a principal responsável pelo provimento de informações que garante o aperfeiçoamento constante do sistema TD&E. Esta pesquisa, de caráter quali-quantitativo, se propôs a elaborar e aplicar instrumento de avaliação de impacto em profundidade (questionário) no CCGP. Para tanto, os documentos do curso (plano de curso e material didático dos módulos) foram analisados com vistas a transformar os objetivos pedagógicos em objetivos de desempenho e o questionário finalizado e validado foi aplicado em amostra de quarenta e dois egressos do curso. Trinta e seis aprendizes responderam ao questionário e os resultados desta pesquisa indicam que o I CCGP gerou impacto no trabalho e os preditores identificados foram tempo superior a 271 dias de conclusão do curso e efeito do ciclo no desempenho dos egressos. Espera-se que este estudo forneça subsídios para a qualificação das ações da educação corporativa do ICMBio, em especial na etapa de avaliação dos eventos de capacitação do plano anual de capacitação, que deve gerar respostas rápidas e qualificadas à instituição e permitir o aprimoramento de todo o sistema TD&E.

Palavras-chave: treinamento, desenvolvimento, educação, avaliação de impacto, área ambiental.

Ano de Publicação: 2012

Revista Científica BioBrasil

A Revista Biodiversidade Brasileira é uma publicação eletrônica científica do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) que tem como objetivo fomentar a discussão e a disseminação de experiências em conservação e manejo, com foco em Unidades de Conservação e espécies Ameaçadas.

Ano de Publicação: 2017

Oceanografia Química: Geoquímica de Metais e Nutrientes

Este relatório parcial tem por objetivo apresentar os resultados de metais obtidos pelo Laboratório de Geoquímica Ambiental da Universidade Federal do Espírito Santo (LabGAm/UFES) em relação ao monitoramento marinho realizado na foz do Rio Doce, visando monitorar a qualidade da água e dos sedimentos da foz do Rio Doce em função do rompimento da barragem de rejeito de mineração do Fundão, no município de Mariana, estado de Minas Gerais.

É importante ressaltar que muitas análises ainda estão sendo realizadas, bem como o aprofundamento da discussão sobre possíveis processos e efeitos que possam ocorrer no ambiente investigado, seja por outras análises químicas específicas ou análises estatísticas. Estes resultados são brevemente descritos e interpretados, pois apenas considerações são apresentadas uma vez que com uma vasta quantidade de material a ser analisado, seria premeditado gerar conclusões sobre este acontecimento único e de grandes proporções.

Ano de Publicação: 2016

Oceanografia Geológica Sedimentologia

Entre os dias 27/01/2016 e 02/022016 foi realizada uma expedição oceanográfica com o navio Soloncy de Moura, pertencente ao ICMbio. O objetivo da expedição foi a coleta de dados na plataforma do Espírito Santo entre a APA Costa da Algas/ Foz do Rio Doce/Barra Nova e a Plataforma de Abrolhos para identificação e caracterização do material sedimentar que estava aportando a região, devido ao desastre de rompimento da barragem de rejeito em Mariana-MG, e como fator comparativo entre expedições realizadas anteriormente.

Foram realizados um total de 21 pontos amostrais onde foram coletados além de dados biológicos e de coluna d’água, sedimento superficial para análise granulométrica, para análise de densidade e mineralogia de argila, além de coleta d’água para determinação de concentração de Material Particulado em Suspensão (MPS).

Ano de Publicação: 2016

Oceanografia Física

Apresentação de resultados das coletas realizadas durante a primavera e o verão que mostram a ressurgência costeira como um processo permanente na região da foz do Rio Doce. 

Ano de Publicação: 2015

Revista Boas Práticas na Gestão de Unidades de Conservação

Conheça as iniciativas que buscam soluções para gestão de unidades de conservação no Brasil.

Ano de Publicação: 2016